conecte-se conosco



Mato Grosso

Quarta-feira (14): Mato Grosso registra 133.864 casos e 3.677 óbitos por Covid-19; 114.629 estão recuperados

Publicado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quarta-feira (14.10), 133.864 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 3.677 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 915 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 133.864 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 14.948 estão em isolamento domiciliar e 114.629 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 208 internações em UTIs públicas e 228 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 52% para UTIs adulto e em 26% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (26.316), Várzea Grande (9.597), Rondonópolis (9.612), Sinop (6.061), Sorriso (6.016), Lucas do Rio Verde (5.775), Tangará da Serra (5.379), Primavera do Leste (4.583), Cáceres (3.255) e Campo Novo do Parecis (2.826).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 107.687 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 663 amostras em análise laboratorial.

Comentários Facebook
Leia mais:  Sexta-feira (22): Mato Grosso registra 206.761 casos e 4.930 óbitos por Covid-19
publicidade

Mato Grosso

Mato Grosso receberá pacientes Covid-19 em estado grave de Rondônia

Publicado

Expectativa é de que os primeiros pacientes cheguem nesta terça-feira (26.01) para receber a assistência médica necessária

Fernanda Nazário | SES-MT

O Governo de Mato Grosso disponibilizou leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para receber pacientes em estado grave da Covid-19 do estado de Rondônia. A expectativa é de que os primeiros pacientes cheguem nesta terça-feira (26.01) para receber a assistência médica necessária. 

Conforme o secretário Estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, este é um momento de unir forças diante do colapso que os outros estados já vivem. O gestor entende que é preciso levar em consideração a universalidade do Sistema Único de Saúde (SUS) e ser solidário aos familiares e pacientes que anseiam por ajuda. 

“Dentro do princípio de que é o SUS, não existe leitos exclusivos de Mato Grosso, de São Paulo ou do Rio de Janeiro. Existem leitos SUS e, neste momento, levando em consideração a nossa taxa de ocupação que está em 67% para UTIs adulto, temos que ser solidários com os estados que estão colapsados precisando de leitos”, pontuou Figueiredo.

Comentários Facebook
Leia mais:  Técnico de som fica quase 3 meses preso por crimes que não cometeu após ter identidade usada por criminoso em audiência em MT
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana