conecte-se conosco


Cidades

PRIMEIRA CAPITAL DE MT: Vila Bela da Santíssima Trindade completa 269 de história

Publicado em

Cidades [email protected]

Vila Bela da Santíssima Trindade, cidade forte assim como seu povo.

Não é exagero afirmar que a história do município de Vila Bela da Santíssima Trindade guarda a essência da memória de Mato Grosso e do Brasil. Localizada a 540 km a oeste de Cuiabá, fronteira com Bolívia, comemora seus 269 anos com reconhecido respeito e orgulho, não só pelas belezas e riquezas da região, mas pela determinação das pessoas que povoaram a localidade e mantiveram as fronteiras brasileiras.

Primeira capital de Mato Grosso, Vila Bela da Santíssima Trindade foi fundada em 19 de março de 1752, pelo Capitão Dom Antônio Rolim de Moura, que chegou à região com ordens régias para instituir o governo da Capitania de Mato Grosso, desmembrada da Capitania de São Paulo.

Vila Bela foi escolhida especialmente para a instalação da primeira capital mato-grossense, com projeto elaborado em Portugal. Pode ser considerada uma das primeiras cidades planejadas do país. Até projeto para implantação da primeira Faculdade de Medicina no país, na capital de Vila Bela, nesse período colonial, foi determinado pela coroa portuguesa, o que não foi concretizado.

  1. Rolim de Moura, primo do rei de Portugal, D. João V, recebeu a recomendação para “ter vigilância e evitar desavenças com os vizinhos espanhóis”. O parentesco entre as famílias dos reis de Portugal e Espanha, associado à habilidade e diplomacia de Rolim de Moura, evitou confrontos com castelhanos e jesuítas, ao mesmo tempo em que fixou colonos na margem esquerda do Guaporé, fundou aldeias jesuítas, expandindo mais ainda a fronteira portuguesa ocidental.

Capital de Mato Grosso de 1752 a 1820, Vila Bela da Santíssima Trindade teve grande destaque político e econômico, garantindo a expansão e preservação do território fronteiriço. A partir de 1820, dividiu com Cuiabá a administração provincial. Foi o ano da descentralização política e Vila Bela passou a denominar-se cidade de Mato Grosso.

Em 1835, a capital de Mato Grosso passa a ter sede em Cuiabá. A cidade de Mato Grosso recuperou o nome definitivo de Vila Bela da Santíssima Trindade pela Lei Estadual nº 4.014, de 29 de novembro de 1978.

A memória está representada pelas ruínas da Catedral da Santíssima Trindade, erguida em 1771, bem como o Palácio dos Capitães Generais, onde atualmente encontra-se o museu que retrata um pouco da história desta cidade tão importante para história de Mato Grosso.

A atração cultural e turística, nos dias atuais, pelas festas do Congo, da dança do Chorado, nas comemorações religiosas que misturam a cultura européia, africana e indígena lembra os primórdios da História brasileira. A resistência dos escravos e a formação de quilombos, durante a colonização portuguesa, já demonstravam o desejo da liberdade, igualdade racial, social e luta pelos direitos humanos.

Até os dias atuais, Vila Bela conta com um povo forte, que sempre lutam por dias melhores, e protegem de forma incomparável a sua Cultura de seu povo.

Fonte: MTONLINE

Comentários Facebook
Leia mais:  PRF aprende dois quilos de cocaína em Táxi durante fiscalização em Pontes e Lacerda
Propaganda

Cidades

Prefeitura de Cáceres prorroga medidas restritivas de quarentena coletiva obrigatória até o dia 20/04

Publicados

em

A Prefeitura Municipal de Cáceres editou hoje (15), o Decreto nº 355 de 15 de abril de 2021, prorrogando o efeito do Decreto nº 247, de 04 de março de 2021, e Decreto nº 328, de 07 de abril de 2021. 

Considerando fatores como  o aumento da média de casos, internações hospitalares e óbitos; Taxa de Ocupação de UTI  de 95,21% no Estado de Mato Grosso, e no Hospital Regional Dr.

Antônio Fontes  em 100%; que o Município de Cáceres se encontra em classificação de risco “MUITO ALTO”, e,  além do  estado de emergência em saúde pública, a Prefeita Eliene, resolveu prorrogar até o dia 20 de abril de 2021,  os efeitos do Decreto Municipal nº 247, de 04 de março de 2021, que autoriza a realização de atividades em regime de teletrabalho e revezamento nos órgãos da administração pública direta e indireta do Poder Executivo Municipal. 

Também ficam prorrogados os efeitos do Decreto Municipal nº 328, de 07 de abril de 2021, que estabelece medidas restritivas de quarentena coletiva obrigatória, para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente da COVID-19 (Sars-Cov-2). 

O Decreto nº 355 de 15/04/21, foi assinado pela Prefeita Eliene Liberato na tarde desta quinta-feira (15/04), e será publicado no Diário Oficial Eletrônico dos Municípios do Estado de Mato Grosso, na edição do dia 16/04/2021.

Os efeitos do Decreto nº 355 poderão ser revistos ou novamente prorrogados após disponibilização, pelo Governo do Estado de Mato Grosso, de Painel Epidemiológico atualizado contendo a classificação de risco do Município de Cáceres-MT.

Por Cáceres Noticias 

Comentários Facebook
Leia mais:  Prefeitura de Cáceres prorroga medidas restritivas de quarentena coletiva obrigatória até o dia 20/04
Continue lendo

INFORME PUBLICITÁRIO

Propaganda

Pontes e Lacerda

Propaganda

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana