conecte-se conosco


Pontes e Lacerda

Prefeito de Pontes e Lacerda já confirmou que seguirá o decreto do Estado; veja o pronunciamento do Prefeito Alcino Barcelos e confira as novas medidas do estado

Publicado em

Pontes e Lacerda [email protected]

O Governo de Mato Grosso anunciou novas medidas restritivas que visam frear o contágio da covid-19 no estado,  a exemplo de restrição de horários para atividades econômicas após as 19h e toque de recolher após às 21h (veja todas as normas ao final da matéria).

O prefeito Alcino Barcelos já se pronunciou através de um vídeo divulgado nas redes sociais e diz que as prefeituras não poderão enfraquecer o decreto do estado e que até mais tarde o novo decreto municipal será emitido.

O decreto foi assinado pelo governador Mauro Mendes nesta segunda-feira (01.03), após reunião com os Poderes, instituições e prefeitos dos 141 municípios, e passa a valer a partir de terça-feira (02.03).

As medidas são impositivas para todo o estado e valem para os próximos 15 dias. As regras podem ser prorrogadas, endurecidas ou flexibilizadas, conforme o resultado obtido. 

“Temos acompanhado o crescimento da pandemia de perto e o estrangulamento das UTIs. Por isso, somente em janeiro e fevereiro deste ano e agora no início de março, já abrimos 90 novos leitos de UTI para reforçar a nossa estrutura. Somos o estado que mais testa no Centro-Oeste por 100 mil habitantes. Distribuímos as vacinas e estamos tentando comprar de forma direta. O Governo está fazendo tudo o que pode, mas precisamos da ajuda da população para diminuir a circulação do vírus e essas internações”, afirmou o governador. 

O presidente do Tribunal de Contas do Estado, Guilherme Maluf, apoiou as novas medidas e ressaltou a importância dos investimentos do Estado no atendimento precoce. 

“O atendimento do Centro de Triagem na Arena Pantanal tem ajudado muito a diagnosticar a doença e evitar o pior. E essas medidas são muito necessárias e concordo plenamente com elas. São medidas justificadas em função da realidade que temos hoje”, ressaltou. 

Neurilan Fraga, presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), também declarou apoio ao novo decreto. 

“Se não tivermos essas medidas, teremos um caos igual ocorreu no Amazonas. Precisamos muito que essas medidas sejam implementadas. Esperamos que daqui a duas semanas a situação esteja melhor”, opinou. 

Para o chefe do Ministerio Público Estadual (MPE), a aplicação de multas às empresas que desrespeitarem as normas é uma forma pedagógica de efetivar as restrições. 

“Temos acompanhado todos os dias esse casos de aglomerações. Se o estabelecimento estiver fechado no horário restrito, as pessoas não terão como aglomerar no local. Agora, se descumprirem, é importante que sejam responsabilizados”, destacou.

Confira as novas medidas: 

– De segunda à sexta, proibição de todas as atividades econômicas das 19h às 5h. Aos sábados, a proibição será após o meio-dia. Nos domingos, nenhuma atividade será permitida. A exceção fica por conta das farmácias, serviços de saúde, funerárias, postos de gasolina (exceto conveniências) e indústrias. 

– Nos horários permitidos, as atividades econômicas deverão respeitar as medidas de segurança, como o uso de máscara, distanciamento e limitação de 50% da capacidade máxima do local. 

– Os serviços de entrega por delivery seguem autorizados até às 22h. 

– O transporte coletivo e congêneres (Uber, 99, etc) podem funcionar normalmente. 

– Toque de recolher a partir das 21h até às 5h, com proibição de circulação. 

– Projeto de lei que prevê multa a pessoas físicas e às empresas que descumprirem as normas, bem como notificação à Polícia Civil e Ministério Público. 

– Nos órgãos públicos estaduais, fica suspenso o atendimento presencial em todas as secretarias e órgãos do governo, com exceção das unidades finalísticas. Quanto a jornada de trabalho, cada secretaria/autarquia vai disciplinar medidas para redução do fluxo de pessoas.

sds

Comentários Facebook
Leia mais:  Deputados aprovam por unanimidade projeto do Governo de MT que isenta pagamento do IPVA
Propaganda

Pontes e Lacerda

Comissão Regional de Saúde é criada por vereadores da Região Oeste do Estado de Mato Grosso, após reunião na Câmara Municipal de Pontes e Lacerda

Publicados

em

O objetivo do encontro foi o de alinhamento junto aos parlamentares da Região Oeste para buscar recursos, melhorias e qualidade dos atendimentos no Hospital Vale do Guaporé nesse momento de pandemia

Um grande encontro que reuniu a classe política das Comissões de Saúde dos municípios de Vila Bela da Santíssima Trindade, Pontes e Lacerda, Campos de Júlio, Comodoro, Vale de São Domingos e a diretoria do Hospital Vale do Guaporé, aconteceu na manhã desta sexta-feira (16) na Câmara de Vereadores de Pontes e Lacerda.

O objetivo dos participantes foi somar forças para que juntos possam buscar recursos a nível estadual e federal para a unidade hospitalar que atende toda a região.

Preocupados com a atual situação causada por conta do novo coronavírus, os vereadores juntamente com os representantes do hospital, decidiram criar uma comissão para consolidar forças quando for necessário buscarem recursos para o hospital.

A reunião foi bastante produtiva, durou pouco mais de duas horas. Alguns questionamentos elencados pelos parlamentares foram esclarecidos pela diretoria do hospital.

Após o termino da reunião ficou definida a “Comissão Regional de Saúde do Vale do Guaporé” que é composta pelo vereador presidente da comissão, Edicley Coelho (vereador por Vila Bela), Paulo Sérgio Bezerra como vice-presidente (vereador por Comodoro) e Daniel Soares da Silva sendo o relator da comissão (vereador por Pontes e Lacerda).

Por Adriano Monezi 

Comentários Facebook
Leia mais:  Confira as vagas do Sine Municipal de Pontes e Lacerda para esta quinta-feira (25)
Continue lendo

INFORME PUBLICITÁRIO

Propaganda

Pontes e Lacerda

Propaganda

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana