conecte-se conosco


Tecnologia

Papa Francisco apresenta app que permite aos fiéis mais jovens rezarem online

Publicado em

Tecnologia [email protected]



Reprodução/Vatican Media

“Aqui vou inserir as intenções e pedidos de oração para a missão da Igreja”, explicou Papa Francisco ao iniciar o aplicativo

Com um iPad na mão, o Papa Francisco lançou oficialmente, neste domingo (20), durante a missa no Vaticano, uma nova função do aplicativo “Click to Pray”, que ajuda os fiéis a rezarem e trocarem apoio espiritual (e virtual) entre si. Em virtude da chegada da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) no Panamá, o app terá uma seção multimídia especial para oração e meditação do Rosário.

Leia também: Papa Francisco pede mais mulheres em cargos de responsabilidade na Igreja

“Aqui vou inserir as intenções e pedidos de oração para a missão da Igreja”, explicou Papa Francisco
ao iniciar o aplicativo ao vivo. O objetivo do app, segundo o Pontífice, é fornecer aos mais jovens um instrumento adequado e tecnológico para acessarem uma grande comunidade de oração. “Convido especialmente os jovens a baixarem o aplicativo Click To Pray
, para continuar a orar comigo o Rosário pela paz”, acrescentou

O app tem três seções principais: “Ore com o Papa”, que traz as intenções mensais de Francisco para os desafios da humanidade e a missão da Igreja; “Ore todos os dias”, para facilitar a oração três vezes por dia; e “Ore na rede”, um espaço onde os usuários, incluindo o Papa, podem compartilhar suas orações
e rezar uns pelos outros.

Leia também: Papa Francisco reconhece fracasso da Igreja contra pedofilia em visita à Irlanda

Na seção “Ore na rede”, também é possível ver o perfil pessoal do Pontífice, que pode ser acessado ao clicar na opção “Papa Francisco”. A plataforma já conta com mais de 900 mil usuários e está traduzida para seis línguas: italiano, alemão, inglês, espanhol, francês e, claro, português.

Igreja “conectada”


Durante a missa, Papa Francisco também ressaltou a importância da internet para compartilhar valores entre as pessoas
Reprodução

Durante a missa, Papa Francisco também ressaltou a importância da internet para compartilhar valores entre as pessoas

Antecipando o conteúdo da mensagem para a celebração do Dia das Comunicações Sociais, o Pontífice também ressaltou a importância da internet
para compartilhar valores entre as pessoas.

“A internet e redes sociais são recursos de nosso tempo, uma oportunidade para estar em contato com os outros, para compartilhar valores e projetos, e para expressar o desejo de fazer as comunidades. A rede também pode nos ajudar a fazer comunidade, a rezar juntos”, finalizou.

Leia também: Papa exige que padres que cometeram abusos sexuais se rendam à Justiça

Para o diretor internacional do Apostolado da Oração, padre Frederico Fornos, que estava ao lado do Papa Francisco
no momento da apresentação do app, o uso da plataforma não substituirá a prática tradicional da fé, mas irá incentivá-la.


*Com informações da Agência ANSA

Comentários Facebook
Propaganda

Tecnologia

Zuckerberg quer integrar WhatsApp, Instagram e Messenger

Publicados

em

Por


Mark Zuckerberg quer integrar seus aplicativos de mensagens a partir de 2020
Reprodução/Twitter

Mark Zuckerberg quer integrar seus aplicativos de mensagens a partir de 2020


Mark Zuckerberg está planejando integrar seus três aplicativos de mensagens. De acordo com uma reportagem do jornal americano The New York Times
, o diretor-executivo do

Facebook quer unir WhatsApp, Messenger e Instagram.

Leia também: Já é possível compartilhar filmes e séries da Netflix no stories do Instagram

Segundo a publicação, a integração dos três aplicativos de mensagens
facilitaria a comunicação com os usuários e contatos das diferentes plataformas. Dessa forma, um usuário do WhatsApp, por exemplo, poderia enviar uma mensagem para um contato do Instagram sem precisar sair do aplicativo.

A medida engloba o WhatsApp
, o Messenger
, que é o aplicativo de conversas do Facebook, e o Instagram
Direct, função de bate-papo do aplicativo de fotos.

NY Times
também afirmou que a mudança deve acontecer até o início do ano que vem. Mesmo com a mudança, a informação é de que os três aplicativos vão continuar funcionando separadamente de forma normal. 

Integração dos três aplicativos de mensagem é polêmica


Aplicativos de mensagens do Instagram e do Facebook podem ter seus dados cruzados com o WhatsApp
Pixabay

Aplicativos de mensagens do Instagram e do Facebook podem ter seus dados cruzados com o WhatsApp


Para colocar a novidade em prática, os códigos dos aplicativos precisarão ser mudados e também interligados, o que pode ser uma medida polêmica para a plataforma, que vem recebendo diversas denúncias de vazamento de dados nos últimos anos
O jornal norte-americano relatou que algumas empresas já se mostraram preocupadas com a novidade
 do dono do Facebook. 

Por enquanto, o WhatsApp exige muito menos dados para cadastro – apenas um número de telefone. Além disso, todas as mensagens enviadas a partir da plataforma são perdidas, já que são enviadas com criptografia, o que impede que a empresa tenha uma cópia das mensagens.

Leia também: WhatsApp lança 157 novos emojis para a versão Android do aplicativo; confira

Segundo o NY Times
Zuckerberg 
cogitou implementar a criptografia em todos os aplicativos de mensagem
, mas também já pensou em cruzar os dados dos três para conseguir perfis mais precisos dos usuários.

Comentários Facebook
Continue lendo
Propaganda

Pontes e Lacerda

Propaganda

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana