conecte-se conosco



Mato Grosso

MTI e Detran discutem projetos de tecnologia para melhorar prestação de serviços

Publicado


As diretorias da Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) e do Departamento de Trânsito (Detran) se reuniram, na última semana, para discutir os projetos de tecnologia que estão previstos para serem desenvolvidos e implementados em 2020. 

O objetivo foi dar continuidade ao trabalho de modernização e melhoria do sistema de informática do órgão de trânsito, a fim de prestar um melhor serviço ao cidadão mato-grossense. Somente no ano passado, 52 projetos de software foram implementados pela MTI no DetranNet.

Segundo o vice-presidente da MTI, Cleberson Gomes, é fundamental o diálogo entre os órgãos para promover um alinhamento das demandas para este ano e identificar quais os projetos mais prioritários a serem executados para assegurar a maior eficiência do sistema.

Leia mais:  “Temos seringas suficientes para fazer a vacinação de todo o Estado”, tranquiliza secretário de Saúde

Ainda segundo o vice-presidente, o Detran é um importante parceiro da MTI, uma vez que das cinco metas prioritárias que a MTI tem previstas para serem executadas neste primeiro quadrimestre, duas delas são relacionadas a projetos que envolvem o Departamento de Trânsito.

“O Detran é nosso principal cliente e nossas metas estão previstas para serem executadas em parceria com o órgão. Então, essa é uma oportunidade para alinharmos as prioridades, com essa apresentação dos projetos de forma mais detalhada, para mostrarmos como vamos trabalhar nesse 2020”, disse.

O diretor de Tecnologia de Comunicação e Informação (DTIC) da MTI, Cirano Campos, apresentou alguns dos projetos que estão previstos para serem implementados. Entre eles estão o laudo digital da prova teórica, talonário e vistoria eletrônica e a renovação online da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). 

Leia mais:  Vacinas contra a Covid-19 serão escoltadas pela Segurança Pública em MT, diz governo

Também estão previstos um total de 17 projetos para o DetranNet, como reciclagem preventiva, auditoria automatizada de processos, entre outros. “Apresentamos projetos que estão no radar da MTI e o status de cada um. Temos projetos em fase avançada e outros que dependiam de uma posição do Detran. Por isso, é importante esse alinhamento”, afirmou. 

Ainda durante a reunião, Cirano fez um balanço das medidas tomadas pela MTI no ano passado para a redução do número de incidentes, que ocasionaram instabilidades no sistema. “Sofremos algumas instabilidades. Mas, com as parcerias e projetos que estamos formalizando, pretendemos minimizar ao máximo esses casos”, disse.

Leia mais:  Governador e secretário de Saúde participam de ato de recebimento das vacinas do Ministério da Saúde

O presidente do Detran Gustavo Reis avaliou positivamente a reunião e solicitou que seja agendada uma novo encontro para a formalização do rol de projetos a serem executados, assim como ocorreu no ano passado, quando foi firmado um termo de compromisso entre MTI e Detran. Na ocasião, o termo previu a implantação de 23 projetos, mas foram implementados um total de 52 projetos de software.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Governo de MT publica decreto com novas medidas para frear contágio da covid-19

Publicado

As regras, assinadas pelo governador Mauro Mendes, deverão ser publicadas ainda nesta terça-feira (19.01) no Diário Oficial do Estado.

Foto por: Christiano Antonucci

De acordo com o decreto, pelos próximos 45 dias fica proibida a realização de eventos sociais, festas, shows, atividades em casas noturnas e confraternizações com mais de 100 pessoas em espaços privados ou públicos, “inclusive o uso de logradouros públicos, onde haja aglomeração e consumo de bebidas alcoólicas”.

Já os eventos corporativos (organizados por instituições públicas ou privadas) devem respeitar as regras sanitárias e distanciamento social previstas no Decreto 522, de 12 de junho de 2020, a exemplo do distanciamento mínimo de 1,5m e uso de máscaras.

Quanto às atividades em bares, restaurantes e congêneres, está permitida a realização desde que com o máximo de 50% da capacidade do local, “tendo como base o metro quadrado e o espaçamento de 1,5m (um metro e meio) entre as mesas/assentos”.

“Os prefeitos municipais deverão obrigatoriamente adotar as medidas estabelecidas neste Decreto ou outras mais restritivas, sob pena de responder pelas eventuais consequências de seus atos”, afirma trecho do decreto.

O documento autoriza as forças de Segurança do Estado de Mato Grosso a tomar todas as ações necessárias para fazer cumprir as novas medidas e também “possíveis normas municipais mais rígidas e/ou restritivas”.

Servidores

Ainda no decreto está previsto que, em casos excepcionais, poderá ser feito o regime de revezamento de trabalho aos servidores dos órgãos públicos estaduais (não se aplicando aos terceirizados).

O revezamento excepcional deve obedecer os critérios de permanência mínima de dois terços do quantitativo de servidores em trabalho presencial, mediante escala de revezamento a ser estabelecida pela chefia imediata; e também a compatibilidade das atividades exercidas pelo servidor com o regime de teletrabalho, “ainda que estas sejam oriundas de unidade administrativa diversa daquela em que o servidor está lotado”.

“A autoridade máxima do órgão ou entidade estadual poderá promover ajustes quanto à aplicação das regras de revezamento presencial e teletrabalho, conforme suas respectivas necessidades, ou para fins de garantir a preservação do funcionamento dos serviços considerados essenciais e prioritários”, afirma o decreto.

Comentários Facebook
Leia mais:  Governo de MT publica decreto com novas medidas para frear contágio da covid-19
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana