conecte-se conosco



Mato Grosso

MARECHAL ÁGUAS: Chega a Pontes e Lacerda a distribuidora autorizada da Água Kanindé

Publicado

A Marechal Distribuidora, uma filial do Grupo Prisma de Cáceres, iniciou suas atividades nesta terça-feira, 15, na avenida Marechal Rondon (ao lago da loja Gazin), com preço de R$ 7,99 portaria e R$ 9,00 reais para entrega, do garrafão de 20 litros. A distribuidora disponibiliza também água 500 ml e 1,5 l.
 
O grupo tem revendedora em Cáceres há três anos, e chega a Pontes e Lacerda com a água mineral Kanindé, diferenciada pela quantidade do mineral silício em sua composição. Veja a composição e ph da água no final da matéria.
 
Telefones disk entrega da Marechal Distribuidora:
99634-9595/99233-4971
Kanindé, a água da beleza
Da Serra das Araras, no município de Jangada, para a sua casa, a água Kanindé é considerada uma água mineral especialíssima, pela quantidade de silício em sua composição. Possui ph de 4,9, e tem o Selo de Qualidade Certificado CPRM Laboratório de Análises Minerais.
O consumo de uma água mineral de boa qualidade garante e reforça os benefícios da energia física, melhoria no sistema imunológico e prevenção de doenças.
Composição da água Kanindé:

Silício: 5,734 mg/L 

Bicarbonato: 4,170 mg/L 

Potássio: 1,283 mg/L 

Cálcio: 0,279 mg/L 

Sulfato: 0,450 mg/L 

Magnésio: 0,300 mg/L 

Sódio: 0,221 mg/L 

Cloreto: 0,120 mg/L 

Nitrato: 0,120 mg/L 

Bário: 0,024 mg/L

Ph 4,9

Comentários Facebook
Leia mais:  Sábado (23): Mato Grosso registra 207.747 casos e 4.954 óbitos por Covid-19
publicidade

Mato Grosso

Mato Grosso receberá pacientes Covid-19 em estado grave de Rondônia

Publicado

Expectativa é de que os primeiros pacientes cheguem nesta terça-feira (26.01) para receber a assistência médica necessária

Fernanda Nazário | SES-MT

O Governo de Mato Grosso disponibilizou leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para receber pacientes em estado grave da Covid-19 do estado de Rondônia. A expectativa é de que os primeiros pacientes cheguem nesta terça-feira (26.01) para receber a assistência médica necessária. 

Conforme o secretário Estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, este é um momento de unir forças diante do colapso que os outros estados já vivem. O gestor entende que é preciso levar em consideração a universalidade do Sistema Único de Saúde (SUS) e ser solidário aos familiares e pacientes que anseiam por ajuda. 

“Dentro do princípio de que é o SUS, não existe leitos exclusivos de Mato Grosso, de São Paulo ou do Rio de Janeiro. Existem leitos SUS e, neste momento, levando em consideração a nossa taxa de ocupação que está em 67% para UTIs adulto, temos que ser solidários com os estados que estão colapsados precisando de leitos”, pontuou Figueiredo.

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia investiga novas pistas sobre paradeiro de menino desaparecido há mais de um ano em MT
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana