conecte-se conosco


Geral

Mais de 14 mil aposentados estaduais podem ter pagamento suspenso por não atualizar dados

Publicado em

Geral [email protected]

Aposentados e pensionistas devem acessar o site do MT Prev para realizar o recenseamento

Faltando apenas dois meses para o término do Censo Previdenciário dos aposentados e pensionistas vinculados ao Mato Grosso Previdência (MT Prev). Hoje, 14.800 dos 36 mil convocados ainda não realizaram a atualização cadastral e podem ter o benefício suspenso. O prazo termina 11 de junho.De acordo com a Diretoria de Previdência da autarquia, o Censo deverá ser realizado totalmente pela internet, por meio do site www.mtprev.mt.gov.br. O atendimento presencial segue suspenso enquanto durarem os efeitos do decreto estadual, bem como dos decretos municipais que visam prevenir a disseminação da Covid-19.

No site do MT Prev está disponível um passo a passo de como realizar o Censo Online pelo celular, computador ou tablet. No caso de dúvidas ou dificuldade, o aposentado pode ligar ou mandar uma mensagem no WhatsApp para 65 3363-5300, ou para o e-mail [email protected] e solicitar o auxílio de um técnico do MT Prev.

É importante que o beneficiário providencie todos os documentos solicitados, devidamente atualizados, antes de iniciar o seu recenseamento. A atualização da certidão de nascimento e/ou casamento pode ser solicitada sem sair de casa por meio do site www.registrocivil.org.br, ou pelo site da Anoreg MT (app.anoregmt.org.br).

Censo Previdenciário

O Censo Previdenciário para aposentados e pensionistas do Governo do Estado é obrigatório e essencial para que o MT Prev possa avaliar a saúde previdenciária do instituto a longo prazo.

Fazem parte desta edição do censo os inativos e pensionistas que tenham tido o benefício concedido até 30 de junho de 2020, incluindo os abrangidos pelo Convênio CV0032006/MT-MS.

Fonte: Alline Barros | MT Prev

Comentários Facebook
Leia mais:  Corpo de homem desaparecido na zona rural de Pontes e Lacerda é localizado enterrado em córrego
Propaganda

Geral

Mendes não vê problema em CPI: “Tenho consciência tranquila”

Publicados

em

Governador do Estado, no entanto, afirmou temer que comissão de inquérito acabe em pizza

O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que recebeu com tranquilidade a informação da ampliação do escopo da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 no Senado Federal.

A CPI foi instalada na noite de terça-feira (13) prevendo a investigação das ações e omissões do Governo Federal na pandemia, assim como o uso de recursos federais por parte de estados e municípios.

“Eu tenho minha consciência tranquila. Eu nunca pedi, nem mandei, ninguém fazer nada e se eu sei que alguém fez alguma coisa ilegal, pode ter certeza que eu tomo providências dentro do Governo”, disse Mendes em entrevista à TV Villa Real.

“Se vai ou não investigar, para mim não tem problema. Pode investigar, é bem-vinda toda e qualquer tipo de fiscalização. […] Eu teria que ser mil governadores para estar em mil lugares diferentes onde tem gente comprando e pagando. Quer fiscalizar? Pode fiscalizar”, afirmou.

O requerimento que amplia a investigação para Estados e Municípios foi assinado por todos os senadores de Mato Grosso – Jayme Campos (DEM), Welligton Fagundes (PL) e Carlos Fávaro (PSD), que são aliados de Mendes. 

Terminar em pizza

Mendes ainda ponderou sobre a discussão em torno do escopo da CPI. Inicialmente para investigar apenas ações e omissões da União e agora, com a mudança do objeto, e ampliando também para estados e municípios.

“Era uma CPI para uma coisa, agora estão mudando para outra coisa. Do jeito que as coisas são em Brasília, não sei como as coisas vão acabar. É perigoso não acabar em nada”, afirmou.

“Mentira descarada”

O Estado recebeu ao todo – desde o início da pandemia em fevereiro de 2020 – R$ 5,044 bilhões do Governo Federal, segundo Mendes.

Irritado, informou que há uma fake news publicada nas redes sociais em que diz que o Governo de Mato Grosso recebeu R$ 20 bilhões da União.

“Tem uma fake news monstruosa que roda pela internet dizendo que o Governo Federal mandou para o Governo de Mato Grosso R$ 20 bilhões. Mentira! Mentira descarada dessa fake news que roda pela internet”, disse.

“Temos um documento que nós recebemos oficialmente do Ministério da Economia dizendo que tudo que o Governo Federal mandou para o Estado de Mato Grosso dá R$ 5,044 bilhões”, emendou

Fonte:

Comentários Facebook
Leia mais:  Governador Mauro Mendes entregará 53 motocicletas para o policiamento da PM
Continue lendo

INFORME PUBLICITÁRIO

Propaganda

Pontes e Lacerda

Propaganda

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana