conecte-se conosco



Cidades

Casal espanca criança especial de dois anos e mãe é pres

Publicado

Caso foi registrado no último sábado, quando a mulher que é mãe da criança levou a vítima no Pronto AtendimentCaso foi registrado no último sábado, quando a mulher que é mãe da criança levou a vítima no Pronto Atendimento

Por: RAYANE ALVES

Anúncios

Um casal de namorados espancou uma criança de dois anos no final de semana, no Bairro Residencial Salvador Costa Marques, nas proximidades da Avenida das Torres, em Cuiabá. De acordo com o conselheiro do Conselho Tutelar de Cuiabá, Devair Rodrigues, o menino está internado no Pronto-Socorro Municipal da Capital para realizar uma tomografia.

ReproduçãoDevair Rodrigues

Devair Rodrigues, conselheiro tutelar de Cuiabá

O caso foi registrado no último sábado (1), quando a mulher que é mãe da criança levou a vítima no Pronto Atendimento da Policlínica do Bairro Pascoal Ramos.

Leia mais:  INSS: prova de vida de aposentados é suspensa até fevereiro

 

Após perceber que a testa do menino estava muito inchada e roxa, os policiais militares que faziam a segurança da unidade médica detiveram a mulher e a encaminharam para o Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc) do Planalto.

 

“A mulher ficou presa só por um dia e vai responder em liberdade por violência doméstica. Já o rapaz, ainda não foi localizado, mas os policiais disseram que estão realizando buscas”, disse Devair.

 

Os motivos que levaram a mãe e o namorado dela a espancar a criança ainda estão sendo investigados.

Leia mais:  Operação integrada desativa garimpos ilegais em MT

OUTRO CASO

No final de semana, uma menina de três anos denunciou um caso de abuso sexual para sua mãe após sentir fortes dores em sua genitália. Segundo a vítima, o crime teria acontecido em uma creche localizada no Bairro Tijucal, em Cuiabá. De acordo com o Boletim de Ocorrências, há cerca de um mês a criança passou a reclamar do acontecido.

 

A mulher não havia procurado a polícia porque achou que se tratava de assadura provocada pelas fraldas ou infecção como é de costume apresentar nas crianças. No entanto, como a filha começou a mostrar os órgãos genitais para a mãe falando que um ‘tio bravo’ da creche havia colocado o pênis na boca dela enquanto brincava no pula-pula a mulher começou a desconfiar do local.

Leia mais:  Cáceres decretará toque de recolher e outras medidas a partir desta quarta (20)

A menina fica por tempo integral na creche e por isso, a mãe decidiu denunciar o caso no dia 27 de julho, na 2ª Delegacia de Polícia do Bairro Carumbé.

 

Em depoimento, a mãe informou que a filha recentemente tem apresentado medo de ir para creche e afirmado para a mulher que o “tio bravo” vai matá-la.

 

Após o abuso sexual, a menina não foi autorizada a ficar mais no local. O caso foi encaminhado para a Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica), que investigará os fatos.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Mais de 3 mil motoristas tiveram a CNH suspensa nos últimos dois anos em MT

Publicado

Mais de 3 mil motoristas tiveram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa nos anos de 2019 e 2020, em decorrência de cometimento de infrações específicas de trânsito como dirigir sob efeito de álcool, transitar com a velocidade superior a máxima permitida para a via em mais de 50%, realizar manobra perigosa, entre outras. Além das infrações, as suspensões também ocorreram pela somatória de pontos na carteira, alcançando 20 pontos ou mais em um período de 12 meses. 

Os motoristas que têm a CNH suspensa são notificados via Correios, no endereço que está cadastrado no Detran-MT, e por meio de editais publicados no Diário Oficial do Estado.

Anúncios

Para regularizar a Carteira Nacional de Habilitação nos casos de suspensão, o motorista deverá entregar, obrigatoriamente, a CNH em qualquer unidade de atendimento do Detran-MT, cumprir o prazo de suspensão do direito de dirigir, realizar um Curso Teórico de Reciclagem no Centro de Formação de Condutores (CFC) credenciado de sua escolha ou em instituição de Ensino à Distância credenciada que emitirá o Certificado conforme conclusão de matérias obrigatórias.

Após cumprir essas etapas, o condutor deverá ir até uma unidade do Detran-MT para a emissão da taxa de Exame Teórico de Reciclagem para Infratores. Assim que finalizar o Curso Teórico de Reciclagem para Infratores, será agendado o exame teórico. Com a aprovação no curso, o motorista poderá solicitar a retirada de sua CNH ou, caso esta já esteja vencida, emitir um novo documento.

Reciclagem

Um dos meios para o condutor reestabelecer o direito de dirigir é através do curso de reciclagem por ensino à distância. O link para acesso está disponível no site do Detran-MT (www.detran.mt.gov.br), em Reciclagem EAD.

Ao clicar no link, os condutores terão a opção de escolha de empresas nacionais que foram credenciadas junto ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para a realização do curso de reciclagem à distância do Detran-MT.

“Todos os condutores que tiveram as carteiras suspensas são obrigados a passar pelo curso de reciclagem, bem como os que foram obrigados por determinação judicial”, destacou o diretor de Habilitação do Detran-MT, Alessandro de Andrade.   

A oferta do curso atende à Resolução 730/2018 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que estabelece os critérios e requisitos técnicos para a homologação dos cursos e plataformas tecnológicas, na modalidade de ensino a distância.

Conforme o artigo 268 do Código de Trânsito Brasileiro, o condutor infrator será submetido a curso de reciclagem na forma estabelecida pelo Contran quando: sendo contumaz, for necessário à sua reeducação; quando suspenso do direito de dirigir; quando se envolver em acidente grave para o qual haja contribuído (independentemente de processo judicial); quando condenado judicialmente por delito de trânsito e, a qualquer tempo, se for constatado que o condutor está colocando em risco a segurança do trânsito.

Lidiana Cuiabano | Detran-MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 22 milhões
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana