conecte-se conosco



Cidades

CAB suspende abastecimento: quase 200 mil ficam sem água

Publicado

A CAB Cuiabá, concessionária dos serviços de água e esgoto na Capital, suspenderá o abastecimento de água em 86 bairros, a partir desta quarta-feira (12).

A empresa alega que fará manutenção na Estação de Tratamento de Água, a Eta Tijucal.

Anúncios

A estimativa é que a falta d'água afete 187.232 moradores.

Os serviços devem ser concluídos na quinta-feira, mas o abastecimento só deve ser restabelecido no prazo de 72 horas, ou seja, no domingo (15).

Abaixo a lista dos bairros afetados com a suspensão:

– São João Del Rey

– Osmar Cabral

– Jardim Liberdade

– Novo Milênio

– Jardim Fortaleza

– Jardim Santa Laura

– Pedra 90

Leia mais:  Tarifa de importação de pneus para transporte de cargas é zerada

– Residencial Sonho Meu

– Parque Nova Esperança 2

– Pascoal Ramos

– Parque Nova Esperança 1

– Jardim Industriário 1

– Jardim Industriário 2

– Parque Nova Esperança 3

– Residencial Avelino Lima Barros

– Manduri

– São Sebastião

– Residencial Belita Marques

– Residencial Salvador Marques

– Império do Sol

– Vila Nova do Coxipó

– Residencial Aricá

– Voluntários da Pátria

– Vista da Chapada

– Loteamento São Paulo

– Jardim Botânico

– Jardim das Flores

– Brasil 21

– Condomínio Flor do Cerrado

– Jardim das Palmeiras

– Jardim dos Ipês

– Tijucal

– Parque Ohara

Leia mais:  Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 17 milhões

– Altos do Coxipó

– Vista Alegre

– Lagoa Azul

– Jardim Buriti

– São Francisco

– Jardim Nossa Senhora Aparecida

– Residencial Faval

– Jardim Comodoro 1

– Residencial Ipê Amarelo

– Jardim Comodor 2

– Jardim Presidente 1

– Vila Verde

– Getúlio Vargas

– Jardim Presidente 2

– Residencial Coxipó

– Jardim Mossoró

– Residencial Itapajé

– Jardim Passaredo 2

– Santa Terezinha

– São José 1

– Vila Sizenando

– São José 2

– Jardim das Aroeiras

– Nova Conquista

– Três Barras

– Residencial Doutor Fábio Leite

– Altos da Serra

– Planalto

– Residencial Morada da Serra

Leia mais:  Operação integrada desativa garimpos ilegais em MT

– Novo Paraíso 2

– Serra Dourada

– Residencial Buritis

– Residencial Jamil Nadaf

– Ilza Terezinha Pagot

– Residencial Wantuil de Freitas

– Jardim Umuarama 2

– Jardim Umuarama 1

– Altos da Glória

– Jardim 1º de Março

– Jardim Brasil

– Ouro Fino

– João Bosco Pinheiro

– Residencial Doutor Fábio Leite 2

– Altos da Serra 2

– Residencial Altos da Serra 2

– Vila da Serra 1

– João Bosco Pinheiro 2

– Loteamento São Tomé

– Residencial Villa do Sol

– Residencial Nova Canaã

– Residencial Serra Azul

– Residencial Solar da Chapada

– Residencial Ana Maria

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Mais de 3 mil motoristas tiveram a CNH suspensa nos últimos dois anos em MT

Publicado

Mais de 3 mil motoristas tiveram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa nos anos de 2019 e 2020, em decorrência de cometimento de infrações específicas de trânsito como dirigir sob efeito de álcool, transitar com a velocidade superior a máxima permitida para a via em mais de 50%, realizar manobra perigosa, entre outras. Além das infrações, as suspensões também ocorreram pela somatória de pontos na carteira, alcançando 20 pontos ou mais em um período de 12 meses. 

Os motoristas que têm a CNH suspensa são notificados via Correios, no endereço que está cadastrado no Detran-MT, e por meio de editais publicados no Diário Oficial do Estado.

Anúncios

Para regularizar a Carteira Nacional de Habilitação nos casos de suspensão, o motorista deverá entregar, obrigatoriamente, a CNH em qualquer unidade de atendimento do Detran-MT, cumprir o prazo de suspensão do direito de dirigir, realizar um Curso Teórico de Reciclagem no Centro de Formação de Condutores (CFC) credenciado de sua escolha ou em instituição de Ensino à Distância credenciada que emitirá o Certificado conforme conclusão de matérias obrigatórias.

Após cumprir essas etapas, o condutor deverá ir até uma unidade do Detran-MT para a emissão da taxa de Exame Teórico de Reciclagem para Infratores. Assim que finalizar o Curso Teórico de Reciclagem para Infratores, será agendado o exame teórico. Com a aprovação no curso, o motorista poderá solicitar a retirada de sua CNH ou, caso esta já esteja vencida, emitir um novo documento.

Reciclagem

Um dos meios para o condutor reestabelecer o direito de dirigir é através do curso de reciclagem por ensino à distância. O link para acesso está disponível no site do Detran-MT (www.detran.mt.gov.br), em Reciclagem EAD.

Ao clicar no link, os condutores terão a opção de escolha de empresas nacionais que foram credenciadas junto ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para a realização do curso de reciclagem à distância do Detran-MT.

“Todos os condutores que tiveram as carteiras suspensas são obrigados a passar pelo curso de reciclagem, bem como os que foram obrigados por determinação judicial”, destacou o diretor de Habilitação do Detran-MT, Alessandro de Andrade.   

A oferta do curso atende à Resolução 730/2018 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que estabelece os critérios e requisitos técnicos para a homologação dos cursos e plataformas tecnológicas, na modalidade de ensino a distância.

Conforme o artigo 268 do Código de Trânsito Brasileiro, o condutor infrator será submetido a curso de reciclagem na forma estabelecida pelo Contran quando: sendo contumaz, for necessário à sua reeducação; quando suspenso do direito de dirigir; quando se envolver em acidente grave para o qual haja contribuído (independentemente de processo judicial); quando condenado judicialmente por delito de trânsito e, a qualquer tempo, se for constatado que o condutor está colocando em risco a segurança do trânsito.

Lidiana Cuiabano | Detran-MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Operação integrada desativa garimpos ilegais em MT
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana