conecte-se conosco



Política

Sinfra atende indicações de deputado Moretto e recupera rodovias do Vale do Jauru e Rota das Águas

Publicado

 

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

Cinco ordens de serviço para atividades de reparo de pista foram autorizadas pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfralog), após indicações do deputado Valmir Moretto (Republicanos). As obras contemplam cidades do Vale do Jauru e Rota das Águas, na região oeste de Mato Grosso.

Para o deputado Moretto, o entendimento do secretário Marcelo Oliveira, em realizar as obras, leva mais segurança a quem trafega pela região.  “A população dessa região já sofria há algum tempo com as deficiências da pista, inclusive alguns acidentes foram registrados por conta dos buracos na pista. Agora só temos a agradecer o empenho da Sinfra em atender nosso pedido”, comentou o parlamentar.

Os trechos que serão beneficiados são os seguintes: MT-352 entre Jauru e Vale do São Domingos; MT-248 entre Araputanga e Indiavaí; BR-070 entre o trevo do Cacho e Araputanga; MT-250 entre Mirassol D’Oeste e Curvelândia e na BR-070 entre BR-070 (Caramujo) e Vila Cabaçal.

Todas as obras já estão em fase inicial. A Sinfra já  mantém uma equipe de fiscalização na região para acompanhar todo andamento das obras de recuperação asfáltica. A empresa que está fazendo os trabalhos é a Campesatto Ltda.

Leia mais:  Traficante é preso com mais de 60 kg de droga na fronteira de MT com a Bolívia

Todas essas obras e outras que estão em fase de estudos e até de finalização estão sendo acompanhadas pela equipe da Comissão de Infraestrutura da Assembleia Legislativa, que também é presidida pelo deputado Valmir Moretto.

Fonte: ALMT

 

Comentários Facebook
publicidade

Política

Sucateamento do INSS prejudica moradores da região oeste

Publicado

O deputado estadual Dr. Gimenez (PV) esteve na sede do órgão federal nesta semana, em Cuiabá, para buscar melhorias, entre elas, a contratação de médicos peritos.

Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), órgão vinculado ao Ministério da Economia, têm gerado transtorno na vida dos moradores da região oeste. O tempo médio de espera para a aprovação de benefícios tem sido superior a três meses. 

Conforme o deputado estadual Dr. Gimenez (PV), que esteve na terça-feira (18) na sede do INSS em Cuiabá, a situação em cidades mais distantes é até mais grave, pois grande parte delas está sem médico perito, o que faz a população da região oeste viajar, por exemplo, até Cáceres, Pontes e Lacerda ou mesmo Cuiabá. Mesmo em Cáceres, a estrutura é deficitária para fazer frente a toda a demanda.

“É lamentável acompanhar o sucateamento quase que total da estrutura física, administrativa e médica do INSS, algo que prejudica muito a vida dos cidadãos que trabalham, pagam impostos e que naquele momento da vida necessitam e têm direito ao benefício. É inviável aguardar tanto tempo para uma perícia médica”, explicou.

Mirassol D’Oeste, Rosário Oeste, Poconé, São Félix do Araguaia, Diamantino, Primavera do Leste, Paranatinga e Nova Xavantina são alguns dos municípios mato-grossenses com demanda de médicos. “Está para sair o edital de contratações, mas não sabemos para onde exatamente eles irão, as informações vêm de Brasília”, argumentou o diretor executivo do órgão federal, Odair Egues.

Municípios do interior estão sem médico perito, o que faz a população ter que ir até Cáceres (região oeste) ou mesmo Cuiabá

Foto: ROSE DOMINGUES

O deputado fez indicações à bancada federal e ao próprio Ministério da Economia cobrando ações para Mato Grosso. São necessárias instalações melhores, com mais conforto para o atendimento. “Nossa sugestão é a realização de um convênio com as prefeituras para treinamento e cessão de funcionários, e ainda parceria com as unidades do Ganha Tempo”.

No ano passado, o Ministério Público Federal em Mato Grosso ingressou com ação civil pública na Justiça Federal contra o INSS, para que a instituição implemente todas as medidas necessárias para que o tempo de espera diminua. O objetivo é que a realização de perícias médicas seja feita em um prazo de até 15 dias, a contar do requerimento, para procedimentos iniciais. 

“Tivemos a informação que a agência de Mirassol D’Oeste vai fechar e fomos pessoalmente checar essa notícia, porque não podemos deixar que isso aconteça, estamos preocupados, porque ao invés de fechar, precisamos fortalecer o atendimento na unidade que é fundamental para nossa região, composta por mais de 20 municípios”, protestou Dr. Gimenez, que vai acompanhar esta questão junto ao governo federal. 

Para o deputado, é fundamental que o governo federal faça uma boa gestão do INSS, melhorando o atendimento, e sugeriu parceria com as prefeituras e o Ganha Tempo (Governo do Estado)

Foto: ROSE DOMINGUES

Comentários Facebook
Leia mais:  Traficante é preso com mais de 60 kg de droga na fronteira de MT com a Bolívia
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana