conecte-se conosco


Polícia

Sesp deflagra operação com prisões e cumprimentos de mandados em Mirassol D´Oeste

Publicado

Maricelle Lima/Camila Molina | Sesp/PJC

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) deflagrou na manhã desta quarta-feira (16.10), em Mirassol D´Oeste (a 300 km de Cuiabá) a operação “Abaddon” na Região Integrada de Segurança Pública (Risp 6). A ação teve como alvo um grupo criminoso atuante na região oeste do Estado nos crimes de homicídios, tráfico de drogas, associação criminosa armada e posse e porte de arma de fogo.

Os mandados judiciais, cumpridos na cidade, foram representados pela Polícia Civil, com a prisão de 15 pessoas, sendo duas delas foram conduzidas para averiguação. Com base nas investigações da Polícia Civil, a Justiça também decretou 19 mandados de busca e apreensão domiciliar, nos endereços dos investigados, de familiares e de outras pessoas que tem relação com o grupo criminoso.

Foram apreendidos ainda quatro armas de fogo, entre elas um revólver, uma pistola, duas carabinas e seis quilos de maconha e pasta base de cocaína, além quatro veículos.

O delegado Alexandre Silva Nazareth, destacou que essa é a primeira fase da operação e que a partir das apreensões será possível aprofundar as investigações. “Além dos mandados contra os integrantes do grupo já identificados, o objetivo da operação era a apreensão de aparelhos telefônicos e outros documentos que auxiliem a chegar a outros membros da facção, assim como identificar outros crimes praticados por ela”, destacou.

Leia mais:  Polícia Civil divulga resultado preliminar e prazo de recurso de processo seletivo

O comandante do 6º CR, tenente-coronel PM, Antônio Nivaldo de Lara Filho, destacou o trabalho integrado e disse que o saldo da operação foi positivo.  “Foi uma operação muito importante para deter a criminalidade na fronteira. Os resultados obtidos fazem parte do trabalho conjunto das unidades policiais de Mato Grosso para a repressão da criminalidade na região de fronteira”, enfatizou.

A operação integrada contou com a participação de cerca de 90 agentes entre policiais civis, militares, do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron)/ Canilfron, Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e Sistema Prisional.
 

Investigação

O grupo criminoso é investigado há cerca de dois meses pela Polícia Civil, tendo o trabalho iniciado após a ocorrência de uma série de homicídios ocorridos em Mirassol D’Oeste, em que foram identificadas a autoria do grupo criminoso.

Segundo as investigações, o grupo foi responsável por, pelo menos, quatro homicídios, ocorridos entre os dias 08 a 19 de setembro, tendo como vítimas Roni Alvarenga da Silva, Joelson Adivinei Alves de Sá, Amarildo Gomes Gonçalves e Cleber da Silva Ribas.

Leia mais:  Inquérito da morte de engenheira é concluído e suspeito indiciado por homicídio qualificado

Duas pessoas que estão desaparecidas do município também são apontadas como possíveis vítimas da facção criminosa.  Todas as vítimas seriam integrantes do grupo que teriam descumprido regras impostas pela facção e que tiveram como pena a morte. Além dos homicídios, a facção também aplica penas de tortura a integrantes que descumpre as regras impostas.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Dez pessoas são conduzidas em operação de combate ao tráfico em Colíder

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

Dez pessoas suspeitas de envolvimento com o tráfico de drogas (duas delas menores de idade) foram detidas, pela Polícia Judiciária Civil, nesta quinta-feira (21.11), na operação “Fumus”, deflagrada pela Polícia Judiciária Civil de Colíder (699 km ao Norte de Cuiabá).

A ação tinha o objetivo de apurar o comércio de drogas em uma residência no bairro Setor Sul, no município. O nome da operação “Fumus”, que significa “Fumaça” em latim, faz referência a boca de fumo que funcionava no local.

A residência é alvo de investigação da Polícia Civil há algum tempo devido à mercancia de drogas no endereço. Em ações anteriores realizadas no local foram apreendidos objetos de origem ilícita, produto de roubo e furto, possivelmente trocados por substâncias entorpecentes.

Durante a busca nesta quinta-feira (21), os policiais apreenderem uma porção de pasta base de cocaína e realizaram a detenção de oito pessoas que estavam na casa. Dois menores de idade, ao perceber a presença dos policiais na casa, fugiram porém foram detidos posteriormente na região central da cidade.

Leia mais:  Polícia Civil prende em flagrante homem que mantinha quatro filhos em cárcere privado

Segundo o delegado, Ruy Guilherme Peral da Silva, o local é extremamente insalubre, com muito lixo espalhado pelos cômodos, sendo necessários acionar a vigilãncia sanitária para os procedimentos cabíveis e notificação do proprietário.

“A casa é frequentada em sua grande maioria por andarilhos que ficam perambulando pela região urbana e que invadiram o local para comercializar e fazer uso das substancias entorpecentes”, disse.

Durante os trabalhos, moradores da região elogiaram a ação policial dizendo que não aguentavam mais o comércio de drogas na boca de fumo, assim como a movimentação de pessoas suspeitas e o uso explícito de entorpecentes no local.

Todos os conduzidos à Delegacia de Colíder serão ouvidos para averiguação do envolvimento com o comércio de drogas, e posterior lavratura de procedimento, como flagrante por tráfico de drogas, Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por uso de drogas, ou indiciamento em inquérito policial.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana