conecte-se conosco



Polícia

Sesp deflagra operação com prisões e cumprimentos de mandados em Mirassol D´Oeste

Publicado

Maricelle Lima/Camila Molina | Sesp/PJC

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) deflagrou na manhã desta quarta-feira (16.10), em Mirassol D´Oeste (a 300 km de Cuiabá) a operação “Abaddon” na Região Integrada de Segurança Pública (Risp 6). A ação teve como alvo um grupo criminoso atuante na região oeste do Estado nos crimes de homicídios, tráfico de drogas, associação criminosa armada e posse e porte de arma de fogo.

Os mandados judiciais, cumpridos na cidade, foram representados pela Polícia Civil, com a prisão de 15 pessoas, sendo duas delas foram conduzidas para averiguação. Com base nas investigações da Polícia Civil, a Justiça também decretou 19 mandados de busca e apreensão domiciliar, nos endereços dos investigados, de familiares e de outras pessoas que tem relação com o grupo criminoso.

Foram apreendidos ainda quatro armas de fogo, entre elas um revólver, uma pistola, duas carabinas e seis quilos de maconha e pasta base de cocaína, além quatro veículos.

O delegado Alexandre Silva Nazareth, destacou que essa é a primeira fase da operação e que a partir das apreensões será possível aprofundar as investigações. “Além dos mandados contra os integrantes do grupo já identificados, o objetivo da operação era a apreensão de aparelhos telefônicos e outros documentos que auxiliem a chegar a outros membros da facção, assim como identificar outros crimes praticados por ela”, destacou.

Leia mais:  PRF faz apreensão de drogas e causa prejuízo de mais de 53 milhões de reais ao narcotráfico

O comandante do 6º CR, tenente-coronel PM, Antônio Nivaldo de Lara Filho, destacou o trabalho integrado e disse que o saldo da operação foi positivo.  “Foi uma operação muito importante para deter a criminalidade na fronteira. Os resultados obtidos fazem parte do trabalho conjunto das unidades policiais de Mato Grosso para a repressão da criminalidade na região de fronteira”, enfatizou.

A operação integrada contou com a participação de cerca de 90 agentes entre policiais civis, militares, do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron)/ Canilfron, Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e Sistema Prisional.
 

Investigação

O grupo criminoso é investigado há cerca de dois meses pela Polícia Civil, tendo o trabalho iniciado após a ocorrência de uma série de homicídios ocorridos em Mirassol D’Oeste, em que foram identificadas a autoria do grupo criminoso.

Segundo as investigações, o grupo foi responsável por, pelo menos, quatro homicídios, ocorridos entre os dias 08 a 19 de setembro, tendo como vítimas Roni Alvarenga da Silva, Joelson Adivinei Alves de Sá, Amarildo Gomes Gonçalves e Cleber da Silva Ribas.

Leia mais:  Menor suspeito de roubos em Pontes e Lacerda é preso pela Polícia Civil; na mesma ação, outro suspeito foi detido por posse irregular de arma de fogo

Duas pessoas que estão desaparecidas do município também são apontadas como possíveis vítimas da facção criminosa.  Todas as vítimas seriam integrantes do grupo que teriam descumprido regras impostas pela facção e que tiveram como pena a morte. Além dos homicídios, a facção também aplica penas de tortura a integrantes que descumpre as regras impostas.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Menor suspeito de roubos em Pontes e Lacerda é preso pela Polícia Civil; na mesma ação, outro suspeito foi detido por posse irregular de arma de fogo

Publicado

Neste domingo (5) foi deflagrada a Operação “Moléstia Incubada”, sob coordenação dos Delegados de Polícia, Dra. Lizzia e Dr. Maurício, em que a equipe de investigação da DP de Vila Bela da Santíssima Trindade logrou êxito em cumprir mandado de apreensão de um adolescente de 17 anos, expedido pela Segunda Vara Cível da Comarca de Pontes e Lacerda/MT, em razão de sentença que aplicou a medida socioeducativa de internação ao menor.

Segundo a Polícia, o adolescente é suspeito de envolvimento em diversos atos infracionais praticados em Pontes e Lacerda, em especial, análogos a roubos de residências com restrição de liberdade das vítimas.

Durante as investigações, realizadas pela equipe de investigação da DP de Pontes e Lacerda em conjunto com os investigadores da DP de Vila Bela da Santíssima Trindade, verificou-se que o adolescente estaria recebendo auxílio de um homem residente em Vila Bela, suspeito de envolvimento com roubos e aliciamento de menores para tais práticas.

Após realizar monitoramento dos alvos, o adolescente foi apreendido quando saía da residência do outro suspeito. Ato contínuo, foi cumprido mandado de busca domiciliar na residência em questão, sendo encontrado no local um revólver calibre .32, supostamente utilizado em outras ações criminosas, além de outros objetos que se suspeita serem produto de ilícitos.

Foi lavrado APFD em face do suspeito maior de idade pela prática, em tese, dos crimes de posse irregular de arma de fogo de uso permitido (art. 12 da Lei nº 10.826/2003) e de corrupção de menores do ECA (art. 244-B da Lei nº 8.069/1990.

O adolescente foi encaminhado à DP de Pontes e Lacerda, onde aguarda a realização da audiência de apresentação perante o Ministério Público.

INFORMAÇÕES DA POLÍCIA CIVIL

Leia mais:  PRF faz apreensão de drogas e causa prejuízo de mais de 53 milhões de reais ao narcotráfico

VEJA O VÍDEO:

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana