conecte-se conosco



Economia

Servidores estaduais voltam a receber salários no mês trabalhado

Publicado

A última vez que isso ocorreu foi em setembro de 2016

Ademar Andreola | Sefaz MT

– Foto por: Secom

A | A

Depois de quatro anos, os servidores públicos estaduais voltam a receber seus salários dentro do mês trabalhado. Nesta quarta-feira (30), os salários e proventos relativos ao mês de setembro estarão disponíveis nas contas dos servidores.

A última vez que isso ocorreu foi em setembro  de 2016. A partir daquele mês os salários passaram a ser pagos até dia 10 do mês seguinte. Em razão da crise econômica vivida pelo Estado, o pagamento da folha salarial chegou a ser escalonado. Essa fórmula durou até dezembro do ano passado.

Na semana passada o governador Mauro Mendes anunciou a medida, durante encontro com deputados estaduais.

“Tivemos muito trabalho em 2019, com dificuldades de caixa, e este ano, com a pandemia. Mas esse é um sinal claro de que todas as medidas que tomamos lá no começo do ano passado e outras tomadas em 2020 estão produzindo resultados positivos”, disse o governador naquela ocasião.

No encontro com os deputados, Mauro Mendes lembrou que ao iniciar a gestão, os salários estavam atrasados. Em janeiro deste ano o governo divulgou um calendário com datas do pagamento dos salários dos servidores. Na época da divulgação do calendário, o governador afirmou também que a meta era chegar no final do ano com os salários sendo pagos dentro do mês trabalhado.

Segundo do secretário de Fazenda, Rogério Gallo, isso está sendo possível em razão da gestão responsável implantada pelo governador Mauro Mendes e sua equipe e à disciplina fiscal de se gastar menos do que se arrecada. Com isso depois de 10 anos no vermelho, gastando mais do que se arrecadava, o Estado fechou suas contas de 2019 com superávit.

“Depois de 10 anos, fechamos 2019 gastando menos do que arrecadamos. Isso permitiu que, após quatro anos, voltássemos a pagar o servidor no mês trabalhado. E a partir de agora o Governo cada vez mais passará a entregar obras e serviços ao cidadão”, disse o secretário Rogério Gallo.

Economia aquecida

Com o pagamento dos salários e proventos aos servidores o governo está injetando na economia estadual quase R$ 500 milhões. A folha de pagamento líquida no mês de setembro, segundo a Secretaria Adjunta do Tesouro Estadual da Secretaria de Fazenda, foi de R$ 492.989.894,85.

Desse montante, R$ 307.062,663,53 destinam-se ao pagamento dos servidores ativos da administração diretas; R$ 11.179.519,85 para servidores ativos da administração indireta, e R$ 174747.711,47 para inativos e pensionistas.  Vão receber salários e proventos um total de 1l3.031 servidores das administrações direta, indireta e inativos.

As ordens de pagamento foram encaminhadas ao Banco do Brasil nesta terça-feira (29). A Secretaria Adjunta do Tesouro Estadual prevê que até o meio dia de quarta-feira, todos os depósitos já terão sido processados pelo banco. Os valores estarão liberados tanto para quem tem contas no Banco do Brasil, como para aqueles que fizeram portabilidade a outros bancos.

Comentários Facebook
Veja as principais ações do mercado financeiro mundial
publicidade

Economia

Caixa paga R$ 300 a 1,6 milhão beneficiários do Bolsa Família

Publicado

A Caixa realiza hoje (24) o pagamento de R$ 428,2 milhões referente à primeira parcela do auxílio emergencial residual para 1,6 milhão de beneficiários do Bolsa Família com final  6 do Número de Identificação Social (NIS).

Com mais esse pagamento, foram liberados até hoje R$ 2,5 bilhões da primeira parcela do auxílio emergencial residual para 9,6 milhões de pessoas que atendidas pelo Bolsa Família. Ao todo, mais de 16,3 milhões de pessoas cadastradas no programa foram consideradas elegíveis e receberão, no total, R$ 4,3 bilhões durante o mês de setembro.

Critérios

Para quem recebe o Bolsa Família nada muda. O recebimento do Auxílio Emergencial Extensão atende aos mesmos critérios e datas do benefício regular, permitindo a utilização do cartão nos canais de Autoatendimento, Unidades Lotéricas e Correspondentes Caixa Aqui; ou por crédito na conta Caixa Fácil.

Para o pagamento do Auxílio Emergencial Extensão, os beneficiários do Bolsa Família tiveram avaliação de elegibilidade realizada pelo Ministério da Cidadania – conforme Medida Provisória nº 1.000, de 2 de setembro de 2020 – e recebem o valor do Programa Bolsa Família complementado pela extensão do auxílio emergencial totalizando R$ 300 ou R$ 600, no caso de mulher provedora de família monoparental.

Comentários Facebook
Veja as principais ações do mercado financeiro mundial
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana