conecte-se conosco


Política

Senado aprova empréstimo de US$ 250 milhões ao governo de MT

Publicado

O Plenário do Senado aprovou o empréstimo que o governo de Mato Grosso pretende fazer junto ao Banco Mundial, no valor de US$ 250 milhões.

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado havia dado parecer favorável ao empréstimo nesta quarta-feira e o projeto seguiu para o Plenário. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, realizou a votação em regime de urgência, já que na próxima semana o estado deve honrar com o pagamento de uma das parcelas do empréstimo, junto ao Bank of América, no valor de R$ 154 milhões. Caso o empréstimo não fosse autorizado, o desembolso desse valor poderia prejudicar no pagamento de fornecedores, prefeituras e servidores.

Na terça-feira (03), o governador Mauro Mendes (DEM) se reuniu com Alcolumbre, acompanhado do senador Jayme Campos (DEM), para apresentar os motivos pelos quais havia a necessidade de dar celeridade em todo o processo. Para que fosse possível, o presidente cancelou uma sessão e, a pedido de Jayme Campos, colocou o caso para tramitar em regime de urgência.

“Vamos utilizar todo o empréstimo que será firmado com o Banco Mundial para quitar o outro empréstimo com o Bank of América. O estado vai ganhar, pois as parcelas serão condizentes com o nosso fluxo de caixa. Além disso, os juros contratados serão menores do que o empréstimo atual e o pagamento será em prazo maior”, explicou.

Agora, será a vez da procuradora-geral da Fazenda Nacional assinar o contrato. No caso desse empréstimo, o avalista do estado é o governo federal.

FONTE: G1

Comentários Facebook
publicidade

Política

Deputado Xuxu falta sessão e tem R$ 830 descontados do seu salário de R$ 25 mil

Publicado

Após muitos avisos e advertências verbais, o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Eduardo Botelho (DEM), colocou em prática o corte nos salários dos parlamentares da casa. O chefe da ALMT, ordenou que fosse descontado R$830 do salário de R$ 25 mil do deputado Xuxu Dal’Molin (PSC), o parlamentar também sofrerá cortes em sua verba indenizatória de R$ 65 mil por ter se ausentado sem justificativa do “mutirão” promovido pelo Legislativo visando fazer uma limpeza de pautas.

A carência da presença dos parlamentares nas sessões tem sido constantemente criticada pelo presidente da casa, Botelho chegou até sugerir para que os colegas faltosos mudassem de profissão.

Os deputados têm uma série de matérias importantes, no entanto atrasadas, para serem resolvidas. A casa precisa apreciar 53 projetos de lei, além de Propostas de Emenda à Constituição (PEC), apenas 18 foram apreciados.

Dos 24 deputados estaduais, 23 se fizeram presente à sessão destar terça-feira (10), com a exclusão do deputado Silvio Fávero (PSL), que passou mal e precisou retirar-se do Plenário.

“A LDO já está pronta para ser votada no Plenário, então vamos cumprir o cronograma até porque o prazo já se extinguiu, já era para ter votado. Mas eu acho que em duas semanas, no máximo, a gente finaliza. A ausência dos deputados atrapalha, principalmente quando é projeto de lei complementar, que precisa de 14 votos. Eu vou conversar com os deputados hoje e semana que vem vou convocar todos para um mutirão, quem não vier eu vou cortar a VI do mês inteiro”, declarou Botelho, na ocasião.

FONTE: Muvuca Popular

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana