conecte-se conosco


Sem categoria

Restaurante Popular de Cuiabá entra em recesso e retorna em janeiro

Publicado

LUCIANA SOUZA

Por causa das festividades do fim de ano, o Restaurante Popular de Cuiabá ficará fechado entre os entre os dias 22 de dezembro a 03 de janeiro de 2016. O recesso segue o calendário dos demais órgãos municipais. Durante o período de recesso serão realizadas as manutenções do prédio, como limpeza, pintura, entre outras.

Segundo o gesto de Fundo municipal de Assistência Social, Antônio Neto Figueiredo, o recesso acontece todos os anos e “não traz danos à população, visto que é um período de menor fluxo”, explica.

Antônio também reitera sobre os valores cobrados pelas refeições, que passa a custar R$4,00 a partir do dia 4 de janeiro. “Dentro das altas que tivemos durante esses dois últimos anos, a inflação e demais fatores, que ocasionaram várias altas na cesta básica do brasileiro, teremos que reajustar o valor das refeições. Fomos até o limite para não repassar o reajuste à população. O aumento foi realizado de acordo com cálculos sobre o salário mínimo atual e acreditamos que todos os que frequentam o local, conseguirão manter as refeições diárias”, diz.

O Restaurante Popular é uma parceria da Prefeitura de Cuiabá e o governo federal. O espaço funciona de segunda a sexta-feira, das 11h às 14 horas, e está localizado na Rua Barão de Melgaço, próximo à Câmara de Vereadores.

Prefeitura de Cuiabá.

Comentários Facebook
publicidade

Sem categoria

Mato Grosso decreta situação de emergência por causa de queimadas

Publicado

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, decretou situação de emergência no estado, em decorrência dos incêndios florestais. A decisão foi tomada após o aumento no número de queimadas e pelas condições climáticas, que propiciam a propagação do fogo. Pelos próximos 20 dias, não há previsão de chuvas no Mato Grosso, conforme informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Com o decreto, assinado ontem (9) e publicado no Diário Oficial de Mato Grosso nesta terça-feira (10), o governo está autorizado a comprar bens e materiais mediante dispensa de licitação. A situação de emergência terá duração de 60 dias, podendo ser prorrogado por igual período.

Focos

De acordo com os dados oficiais, Mato Grosso registrou 8.030 focos de calor em agosto deste ano, um crescimento de 230% em relação ao mesmo período de 2018, tendo como base os dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

O estado também sofre com um período de estiagem de quatro meses, que abrange diversas regiões, como o Vale do Rio Cuiabá. Além disso, a baixa umidade relativa do ar no período, variando entre 7% e 20%, é considerada crítica pelo governo e aumenta o risco de incêndios florestais e problemas de saúde.

FONTE: Agência Brasil

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana