conecte-se conosco


Mato Grosso

Recuperação da MT-100 cria novo eixo de transporte e encurta distância até portos de SP

Publicado

Paralelo à chamada Ferronorte, começa a se consolidar um novo eixo de transporte que interligará as regiões Sul-Sudeste e Centro-Oeste-Norte. Trata-se de um trecho de quase 100 quilômetros da rodovia MT-100 que foi totalmente recuperado.

A entrega oficial à população será realizada pelo governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, na próxima segunda-feira (11.11), em ato simbólico no quilômetro zero da rodovia, na divisa entre Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.  A cerimônia terá a presença também do secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira.

O trecho de 91,4 km da rodovia MT-100 que será repassado aos usuários fica situado entre a divisa entre os dois estados no entroncamento com a BR-364, na altura do município de Alto Araguaia. A estrada foi restaurada pela empresa Via Brasil MT 100-Concessionária de Rodovias S.A, que detém a concessão da via repassada à iniciativa privada há um ano pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra).

Segundo o secretário da pasta, o processo de concessão de rodovias é essencial em Mato Grosso porque o Estado tem dificuldades orçamentárias de manter regularmente os trabalhos de manutenção de estradas, na qual estão inclusos serviços como a conservação de pavimento e acostamento, roçada, limpeza, entre outros.

“Num prazo de pouco mais de um ano a população da região já começa a sentir os impactos positivos dessa concessão, pois estão transitando por uma via com boas condições de trafegabilidade e segurança”, afirma o titular da Sinfra, enfocando ainda o estímulo ao desenvolvimento econômico que a rodovia recuperada irá proporcionar.

A Via Brasil MT 100-Concessionária de Rodovias S.A., adquiriu o direito de exploração comercial da rodovia MT-100 pelos próximos 30 anos durante leilão realizado na Bolsa de Valores de São Paulo (B3), sob coordenação da Sinfra, em 2018.

Leia mais:  Polícia Civil prende cinco suspeitos de integrar quadrilha de roubo de gado

Neste primeiro ano de concessão já foram investidos R$ 49,8 milhões em serviços de pavimentação, sinalização horizontal e vertical, radiocomunicação e em edificações operacionais e de apoio aos usuários, de acordo com dados da Via Brasil. Os itens fazem parte do chamado “trabalhos iniciais”, previstos no contrato de exploração da rodovia e que têm prazo de 12 meses para execução.

Ainda conforme a concessionária, novos investimentos estimados em R$ 205,4 milhões vão ser realizados entre o 2º e o 5º ano de concessão em ações como implantação de acostamento, construção de contornos em Alto Araguaia e Alto Taquari, implantação da 3ª faixa, manutenção do pavimento e na construção e readequação de rotatórias e intersecções.

O contrato prevê que em todo o período de concessão sejam investidos R$ 745 milhões em benfeitorias, na manutenção da via e na operação dos serviços de apoio aos usuários. As obras geraram mais de 700 postos de trabalho, entre empregos diretos e indiretos, e a operação contará com 115 funcionários.

Este novo eixo de integração rodoviária praticamente acompanha o trajeto da Ferronorte e é formado pelo trecho concessionado da MT-100 e pela rodovia MS-306, que está em processo de concessão para o setor privado. A atratividade do novo trajeto deve agregar uma série de serviços e novos investimentos no seu entorno e contribuir para o desenvolvimento econômico de Alto Araguaia e Alto Taquari, em Mato Grosso, e também para os municípios da região Leste de Mato Grosso do Sul.

Para se ter uma ideia, com a revitalização da rodovia, a rota entre Mato Grosso e o Porto de Santos, em São Paulo, será encurtada em até 180 km, quando comparada a outros trajetos rodoviários.

Leia mais:  Novos soldados da Polícia Militar começam a atuar nas ruas

O motorista que sair de Cuiabá e optar pela rota da MT-100 vai percorrer 1.598 km até o porto de Santos. Já se a viagem seguir pelo trecho mais utilizado atualmente, passando por Campo Grande (MS) e Presidente Epitácio (SP), a distância amplia para 1.790 km. Pelo outro trajeto possível, passando por Campo Grande e Três Lagoas (MS), a distância entre Cuiabá e Santos fica em 1.771 km.

Pedágio

Após a entrega da pista totalmente restaurada, a concessionária deve submeter os trabalhos iniciais deste primeiro ano de concessão ao crivo da Ager-MT (Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Mato Grosso), para pleitear a autorização de início da operação pedagiada. Uma equipe da Secretaria de Infraestrutura e Logística também acompanha a fiscalização, bem como de uma verificadora independente.

Somente após a liberação por parte da Ager, a concessionária poderá implantar a cobrança do pedágio. O trecho concessionado de Alto Araguaia a Alto Taquari prevê duas praças de pedágio. A primeira no km 11, da MT-100, e a segunda no Km 83 da rodovia. Apenas ao final da autorização da agência reguladora será definido o valor da tarifa.

No total, o trecho concessionado da rodovia é de 111,9 quilômetros, porém na primeira fase foram recuperados 91,4 quilômetros do pavimento. Posteriormente, até o quinto ano da concessão, serão incluídos na lista de ações programadas a construção de contornos urbanos de Alto Araguaia e Alto Taquari, atingindo a quilometragem fixada em contrato.

Além da rodovia MT-100, a Via Brasil MT também adquiriu o direito de explorar as rodovias estaduais MT-320 e MT-208, que fazem a ligação entre a BR-163 e a cidade de Alta Floresta, na região Norte de Mato Grosso. (Com informações da concessionária Via Brasil)

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Polícia Civil prende cinco suspeitos de integrar quadrilha de roubo de gado

Publicado

por

A Polícia Judiciária Civil de Barra do Garças deflagrou na segunda-feira (18.11) a Operação Boi Bandido 2, para cumprimento de mandados de prisões e de buscas e apreensões contra alvos suspeitos de roubo de gado. A operação conduzida pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Barra do Garças tem como base as investigações do furto de 41 cabeças de gado bovino, ocorrido no mês de outubro em uma fazenda do município.

Cinco suspeitos, identificados por L.P.M., N.S.S., N.R.K., J.I.M.V. e N.C.S.J., tiveram as ordens de prisões cumpridas, após terem a participação identificada na ação criminosa.

O gado furtado da fazenda em Barra do Garças foi recuperado logo após o crime, em outra propriedade também na região, ocasião em que foram realizadas as prisões em flagrante de dois suspeitos, que na época foram liberados em audiência de custódia.

Segundo o delegado da Derf Barra do Garças que coordenou as investigações, Nelder Pereira Martins, as provas colhidas durante a investigação trouxeram evidências de que os suspeitos compunham uma quadrilha de roubo, com crimes reiterados e modus operandi similar na prática criminal. Dentre os suspeitos identificados, está um funcionário da propriedade.

Leia mais:  Empresas devem tornar públicas condições para liquidação antecipada de débito

O delegado representou pelos pedidos de prisões dos envolvidos, inclusive dos que foram detidos em flagrante na ocasião do furto.

Os mandados de buscas e apreensões foram cumpridos em uma fazenda onde foram localizadas as reses e em comércios suspeitos da venda de gado abatido clandestinamente. Foram apreendidos também veículos dos suspeitos do crime, sendo duas caminhonetes e dois veículos de passeio.

Nas residências dos suspeitos, os policiais apreenderam outros materiais como duas armas de fogo (um revólver e uma espingarda calibres 38); R$ 14 mil em espécie, não declarados e sem comprovação da origem; mais de R$ 20 mil em cheques e documentos diversos.

O crime

Em 21 de outubro, 41 cabeças de gado bovino foram furtadas de uma propriedade rural do município de Barra do Garças (509 km a Leste de Cuiabá) e recuperadas pela Polícia Judiciária Civil com apoio da Polícia Militar, poucas horas após o crime.

A ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtosde Barra do Garças com apoio da Delegacia de General Carneiro resultou em dois homens presos e na apreensão de vários objetos utilizados para abate clandestino de gado. Os suspeitos, N.R.K. e V.V.A., foram autuados em flagrante por furto qualificado (abigeato) e associação criminosa.

Leia mais:  Jogos Abertos voltam a ser realizados em Mato Grosso

O furto ocorreu na Fazenda Agropecuária de Barra do Garças SA. Na ocasião, os autores usaram um veículo tipo caminhão para o transporte dos animais.

O rebanho confinado foi localizado na Fazenda Jatobá.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana