conecte-se conosco


Política

Reabertura de frigorífico e outras ações são temas de reunião na Sedec

Publicado

Com a reabertura da planta frigorífica de Quatro Marcos, espera-se a geração de pelo menos 800 novos empregos

Foto: ROSE DOMINGUES

O deputado estadual Dr. Gimenez (PV) esteve na manhã desta quarta-feira (04) com o secretário César Miranda, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), para tratar de uma extensa agenda de ações que visam a geração de emprego e renda na região oeste de Mato Grosso. Uma delas busca a reabertura da planta frigorífica da JBS Friboi no município de São José dos Quatro Marcos.

Conforme o parlamentar, houve um verdadeiro caos social na cidade desde o fechamento abrupto da empresa, com a demissão de 650 trabalhadores, no ano de 2015, e a perda de receitas pela prefeitura municipal. “Nosso frigorífico tinha expertise, mão de obra qualificada e exportava para mais de 20 países, por isso coloquei a demanda ao governo para encontrar uma solução para esse problema”.

Para César Miranda, a iniciativa das lideranças regionais em vir buscar apoio é importante. Ele garantiu que o governo está com os olhos voltados para a região, que tem atualmente o maior potencial de crescimento do estado, com uma cadeia produtiva da carne em plena expansão e uma agroindústria forte.

“Nosso objetivo é conseguir implantar a Zona de Processamento de Exportação de Mato Grosso (ZPE) de Cáceres e com isso organizar no oeste do estado um polo industrial e de serviços, mas precisamos do apoio do setor empresarial para viabilizar esse projeto tão importante para Mato Grosso”, garantiu o secretário da Sedec, que se prontificou a intermediar diálogo, via governo do estado, com a JBS ou outras empresas.

Leia mais:  CPI da Energisa ouve Gisela Simona

O vereador Roberto Moura, de São José dos Quatro Marcos, explicou que além da pecuária, existem outros setores que podem ser incentivados, como a agricultura familiar, o moveleiro, já que o município tem produção de madeira teca, e ainda a produção mineral. “Estamos empenhados em identificar e promover as cadeias produtivas da região, em especial na agricultura familiar, para que possamos reverter o empobrecimento e a estagnação econômica dos últimos anos”.

Também participou da reunião o secretário-adjunto de Indústria, Comércio e Empreendedorismo, Celso Paulo Banazeski, que explicou que o setor de serviços é um grande gerador de empregos, mas precisa de profissionais qualificados, o que pode ser obtido a partir de parcerias entre as prefeituras e o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), por exemplo. “Também é importante criar um ambiente que atenda o pequeno e médio produtor, para trazer recursos da linha de crédito do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), estaremos à disposição das lideranças regionais”. 

Demissão em massa

Em 2015, o frigorífico em São José dos Quatro Marcos fechou as portas alegando falta de gado para abate. Naquela ocasião, a empresa demitiu todos os 650 funcionários que trabalhavam na unidade, o que segundo informações do Ministério Público do Trabalho (MPT) representava mais de 15% da população ativa do município, que possuía 18.622 habitantes. A demissão em massa foi considerada pelo MPT um ato de descaso pelos impactos econômicos e sociais na região, já que um quarto dos empregos estava relacionado com o funcionamento da empresa.

Leia mais:  AL cobra do Estado dados de valores gastos com o VLT

Retomada da ZPE

O secretário César Miranda (Sedec) garantiu para o deputado Dr. Gimenez que um novo projeto para a ZPE já está finalizado, licenciado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), e pronto para ser implantado pelo governo estadual. Ele se mostrou animado, pois com a tramitação da reforma tributária proposta pelo governo federal, espera-se que haja maior incentivo para que o segmento empresarial se fixe em Cáceres e isso promova o desenvolvimento de toda a região. 

A instalação da ZPE em Cáceres é datada de março de 1990, criada pela União a partir do decreto nº 99.043, com objetivo de atrair investimentos, gerar empregos, agregar valor a produção nacional, aumentar as exportações e promover o desenvolvimento socioeconômico. A obra estava paralisada há 28 anos quando foi retomada pelo governador Pedro Taques, mas que também não teve prosseguimento. O espaço tem capacidade de abrigar 230 indústrias. 
 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
publicidade

Política

Assembleia Legislativa publica calendário de feriados e pontos facultativos

Publicado

por

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

A Assembleia Legislativa publicou hoje (5) em Diário Oficial Eletrônico – Portaria da Mesa Diretora nº 141/2019 – a lista com os feriados e pontos facultativos do Poder Legislativo para 2020. A lista inclui 20 feriados e pontos facultativos.

Em 2020, o calendário registra sete feriados nacionais, outros sete pontos facultativos estaduais e quatro municipais, incluindo o aniversário de Cuiabá que é comemorado em 8 de abril.

A portaria considera a necessidade de se estabelecer uma rotina laboral para o exercício de 2020, que permita o planejamento das atividades no âmbito da Casa de Leis. O documento considera os feriados nacionais, estaduais e municipais.

Em 2020, a Mesa Diretora instituiu os recessos das atividades administrativas no período de 2 a 5 de janeiro, de 27 a 31 de julho e de 21 a 31 de dezembro. Em janeiro, o retorno das atividades administrativas e parlamentares está marcado para a segunda-feira (6).

Durante o período de recesso administrativo, as atividades de caráter essencial funcionarão em regime de plantão, devendo os dirigentes das respectivas unidades garantirem um efetivo mínimo de servidores para atender às demandas.

Leia mais:  Botelho quer empenho de deputados para limpar pauta de vetos

Confira abaixo como ficaram definidos os feriados e pontos facultativos na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, no ano de 2020, nos seguintes dias:

 I – 01 de janeiro (quarta-feira) – Confraternização Universal (feriado nacional);

II – 24 de fevereiro (segunda-feira) – Carnaval (ponto facultativo);

III – 25 de fevereiro (terça-feira) – Carnaval (ponto facultativo);

IV – 26 de fevereiro (quarta-feira) – Cinzas (ponto facultativo até as 13 horas);

V – 08 de abril (quarta-feira) – Aniversário de Cuiabá (feriado municipal);

VI – 09 de abril (quinta-feira) – ponto facultativo;

VII – 10 de abril (sexta-feira) – Paixão de Cristo (feriado religioso municipal);

VIII – 20 de abril (segunda-feira) – ponto facultativo;

IX – 21 de abril (terça-feira) – Tiradentes (feriado nacional);

X – 01 de maio (sexta-feira) – Dia do Trabalho (feriado nacional);

XI – 11 de junho (quinta-feira) – Corpus Christi (feriado religioso municipal);

XII – 12 de junho (sexta-feira) – ponto facultativo;

Leia mais:  Faissal cobra fiscalização rigorosa do Procon-MT para evitar aumentos abusivos na cobrança da matrícula escolar

XIII – 7 de setembro (segunda-feira) – Independência do Brasil (feriado nacional);

XIV – 12 de outubro (segunda-feira) – Nossa Senhora Aparecida (feriado nacional);

XV – 28 de outubro (quarta-feira) – Dia do Servidor Público (ponto facultativo);

XVI – 02 de novembro (segunda-feira) – Dia de Finados (feriado nacional);

XVII – 20 de novembro (sexta-feira) – Consciência Negra (feriado estadual);

XVIII – 07 de dezembro (segunda-feira) – ponto facultativo;

XIX – 08 de dezembro (terça-feira) – Nossa Senhora da Conceição (feriado municipal);

XX – 25 de dezembro (sexta-feira) – Natal (feriado nacional).

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana