conecte-se conosco



Geral

Projeto do Corcovado homenageia comunicador da Rádio Nacional

Publicado

Em comemoração aos seus 135 anos, o Trem do Corcovado lançou hoje (4), no Rio de Janeiro, o Projeto Trem das Seis, com o objetivo de prestigiar personalidades que fazem parte da história do esporte e da cultura carioca.

Na primeira edição do evento, o projeto homenageia o radialista e historiador do segmento samba, Adelzon Alves, o amigo da madrugada, que apresenta o mesmo formato de programa há mais de 10 anos, na Rádio Nacional do Rio de Janeiro, de meia-noite às três da madrugada. Em mais de 50 anos de carreira, Adelzon continua com o programa, sempre voltado aos artistas das escolas de samba e da música popular brasileira, muitos em início de carreira.

Desde o início de sua trajetória, aos 19 anos, o radialista prestigia a cultura brasileira. Em 1966, criou seu próprio programa o “Amigos da Madrugada” na Rádio Globo, que ia ao ar de meia-noite às quatro da manhã, onde interagia com artistas do morro como Cartola, Candeia, Nelson Cavaquinho, Dona Ivone Lara e outros compositores, como Paulinho da Viola e Martinho da Vila.

Leia mais:  Governo cria protocolos para frigoríficos atuarem durante a pandemia

A maioria desses sambistas não tinha espaço no rádio e foram lançados por Adelzon Alves. Nos anos 60, os artistas não tinham acesso às mídias com facilidade. Os sambas eram lançados nas quadras das escolas de samba, em rodas de pagode. Adelzon trouxe os sambistas para as ondas do rádio e muitos ficaram consagrados mostrando suas obras para além dos morros e rodas de samba.

Adelzon lançou e produziu artistas como Clara Nunes, Dona Ivone Lara, Bezerra da Silva, Jackson do Pandeiro, entre outros. Hoje, as cantoras Graça Rangel do Salgueiro, Sáloa Farah, Dora Rosa e Ale Maria embarcaram no Trem das Seis para homenagear um dos maiores nomes do rádio brasileiro.

O presidente do Trem do Corcovado, Sávio Neves, autor do projeto Trem das Seis, Sávio Neves, falou dessa iniciativa que vai ocorrer a cada dois meses, trazendo figuras de destaque no futebol e no samba. “A nossa intenção é homenagear hoje essa trincheira da cultura que é Adelzon Alves. Uma pessoa do bem. O grande ícone que a gente quer homenagear em vida”, afirmou.

Leia mais:  Correios serão opção para fazer cadastro para auxílio emergencial

Adelzon Alves, disse que sugeriu a Sávio Neves, cantar o Corcovado. Ele gostou da ideia e lançou o Projeto Trem das Seis, o título é uma paródia a canção Trem das Onze, de Adoniran Barbosa.

A música de Tom Jobim e Nilton Mendonça, Corcovado composta no apartamento de Tom, de onde se avistava o Morro do Corcovado, serviu de inspiração para o projeto, cuja letra diz, em um trecho: Da janela vê-se o Corcovado/ O Redentor que lindo.

Adelzon falou da estreia do projeto e disse que a música está diretamente ligada ao turismo.

“Sou um radialista ligado à música. E o samba é a música que mais projeta o Brasil no mundo, através dos desfiles das escolas de samba”. Adelzon também falou sobre o ambiente no alto do Corcovado. “Todo mundo que vem ao Rio quer ir ao Cristo Redentor. O Corcovado é a maior atração do Brasil no mundo. Todo mundo que vem ao Brasil, e passa pelo Rio de Janeiro, não deixa de dar uma chegada para pedir benção ao Cristo Redentor. E nós estamos aqui para cantar o Corcovado”, afirmou.

Edição: Maria Claudia
Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
publicidade

Geral

Governo cria protocolos para frigoríficos atuarem durante a pandemia

Publicado

Deve ser publicado até amanhã (27) a portaria e a instrução normativa estabelecendo os cuidados que frigoríficos devem manter quanto à covid-19. As regras serão obrigatórias e foram elaboradas em conjunto pelos ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e da Saúde e a Secretaria de Trabalho e Emprego do Ministério da Economia, com a participação da Procuradoria-Geral do Trabalho.

O anúncio foi feito pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina, em audiência virtual à Comissão Externa do Coronavírus da Câmara dos Deputados.

Em menos de um mês, é a segunda vez que o governo se dirige ao setor produtivo de proteína animal por causa da pandemia. No dia 11 de maio, o Mapa publicou o Manual com orientações para frigoríficos em razão da pandemia da Covid-19. As 70 medidas descritas no manual são facultativas.

De acordo com o Mapa, o Brasil tem conseguido ampliar o mercado para proteína animal apesar da pandemia. Ontem (25), o governo comemorou a decisão da Tailândia de abrir seu mercado para carne bovina com osso, carne desossada e miúdos comestíveis de bovino. Cinco estabelecimentos frigoríficos já foram aprovados para exportar.

Nas contas do ministério, mais de 60 mercados externos foram abertos para os produtos agropecuários brasileiros desde janeiro de 2019, o que totaliza mais de 700 habilitações para venda de produtos da cadeia do agronegócio.

Por Agencia Brasil

Comentários Facebook
Leia mais:  Governo cria protocolos para frigoríficos atuarem durante a pandemia
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana