conecte-se conosco



Geral

Programa invasor infecta mais de 75 mil dispositivos de Android no Brasil

Publicado

malware Agente Smith (que recebeu esse nome em homenagem ao personagem do filme ‘Matrix’) está se tornando uma das maiores ameaças presentes no ecossistema do Android. Em um levantamento feito pela empresa Check Point Research, o software malicioso já infectou mais de 25 milhões de smartphones e tablets em todo o mundo.

O Brasil também é um alvo em potencial para o malware. Estima-se que mais de 75 mil dispositivos móveis tenham sido infectados no país, esse é um número alarmante e traz à tona algumas questões de privacidade que devem sempre ser levadas em conta.

Diversas recomendações apontam para que os usuários nunca instalem aplicativos de terceiros sem saber exatamente a procedência. O malware chegou a aparecer como alguns aplicativos da Play Store, mas, felizmente, o Google detectou o problema e removeu os apps problemáticos rapidamente.

O que se sabe é que o malware está usando os dispositivos dos usuários para obter ganhos financeiros por meio de anúncios maliciosos. Ele substitui parte do código de serviços legítimos para que eles passem a exibir anúncios. Com isso, os criminosos desviam para eles próprios os valores por clique.

O problema é que o mesmo vírus pode ser facilmente utilizado para fins mais intrusivos e prejudiciais, como o roubo de credenciais bancárias. Além disso, devido à sua capacidade de esconder seu ícone de inicialização e enganar os usuários se passando por um aplicativo popular instalado no dispositivo, há inúmeras possibilidade desse tipo de malware danificar o aparelho.

De onde surgiu o malware Agente Smith?

Quem criou o malware ainda é um mistério. Mas foi descoberto sua gênese e como ele funciona. Ele apareceu pela primeira vez na loja de aplicativos 9Apps, bastante popular entre usuários indianos. Na loja, é possível fazer o download de arquivos executáveis de apps famosos sem a necessidade de uma conta na Google Play.

O usuário, em busca de novos aplicativos, acaba baixando arquivos executáveis, os famosos APKs, infectados. Geralmente, eles estão disfarçados de jogos gratuitos, aplicativos utilitários ou apps de entretenimento adultos. Após ser instalado, e de forma silenciosa, o aplicativo infectado verifica se há algum app popular, como o WhatsApp, instalado no dispositivo e realiza a troca de parte do código para passar a exibir os anúncios.

FONTE: Olhar Digital

 

Leia mais:  Saneamento: dados realistas favorecem investimento, diz ministro

Comentários Facebook
publicidade

Geral

Navio brasileiro encontra destroços de avião chileno

Publicado

por

O Ministério da Defesa informou hoje (11) que o navio polar Almirante Maximiano, da Marinha do Brasil, recolheu, por volta das 15h45 (horário de Brasília), itens pessoais e destroços compatíveis com a aeronave Hércules C-130, da Força Aérea do Chile, desaparecida desde a noite de segunda-feira (9). 

Segundo a pasta, as partes do avião e os objetos estavam a aproximadamente 280 milhas náuticas (518 km) de Ushuaia, na Argentina. “O navio da Marinha do Brasil permanece na área de busca em ações coordenadas com autoridades chilenas e duas lanchas do navio continuam a recolher destroços”, informou o ministério, por nota. 

A embarcação brasileira estava cumprindo missão oficial na região e, após o acidente, foi deslocada para colaborar com as autoridades do Chile nas buscas. 

A aeronave chilena saiu de Punta Arenas, no sul do país, na noite de segunda-feira (9), com destino à Base Eduardo Frei Montalva, na Antártica, mas desapareceu do radar cerca de uma hora e meia depois. 

Após ter se esgotado o tempo de autonomia da aeronave, ela foi considerada desaparecida pelas autoridades chilenas. O avião transportava 17 tripulantes e 21 passageiros, em missão de apoio logístico à base da Antártica, para revisar um oleoduto flutuante de abastecimento de combustível e realizar um tratamento anticorrosivo nas instalações nacionais no local.

Leia mais:  Forças de Segurança apreendem 300 kg de cocaína e prendem 4 pessoas em MT; A droga teria saído da região de Comodoro

A região onde o avião desapareceu está localizada em Paso Drake ou Mar de Drake, e é uma extensão de mar de cerca de 800 quilômetros (km), que conecta os oceanos Atlântico e Pacífico, entre a América do Sul e a Antártica. Tem uma profundidade média de 3.400 metros e é considerado um dos lugares mais tempestuosos do planeta, com ventos que superam os 70 km/h e ondas de mais de 8 metros de altura.

Confira a íntegra da nota oficial enviada pelo Ministério da Defesa do Brasil:

Brasília, 11 de dezembro de 2019

O Ministério da Defesa informa que o Navio Polar Almirante Maximiano, da Marinha do Brasil, recolheu por volta das 15h45 (horário de Brasília) itens pessoais e destroços compatíveis com a aeronave Hércules C-130, da Força Aérea do Chile, que estava desaparecida desde a madrugada de terça-feira (10). As partes do avião e os objetos estavam a aproximadamente 280 milhas náuticas (518 km) de Ushuaia, na Argentina.

O navio da Marinha do Brasil permanece na área de busca em ações coordenadas com autoridades chilenas e duas lanchas do navio continuam a recolher destroços.

Assessoria de Comunicação Social do Ministério da Defesa.

Saiba mais

Leia mais:  Segundo dia de paralisação na saúde do Rio é marcado por manifestações
Edição: Aline Leal
Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana