conecte-se conosco



Fronteira

Polícia Civil prende integrantes de quadrilha envolvida em roubos de caminhonetes na fronteira

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Quatro integrantes de uma quadrilha envolvida em roubos de caminhonetes na região de fronteira foram presos, pela Polícia Judiciária Civil, na sexta-feira (18.10), em ação das Delegacias de Pontes e Lacerda e Vila Bela da Santíssima Trindade (448 e 521 km a Oeste de Cuiabá).

Robson Costa de Araujo Vieira, 27, Jacinto Neto Barbosa dos Santos, 38, Anderson Mateus Pedroso Camargo, 26 e Daniel Gomes de Toledo, 24, foram flagrados em um ponto de venda de entorpecentes em Vila Bela e confessaram a participação no roubo de um veículo na cidade de Conquista D’Oeste.

As investigações iniciaram quando os policiais da Delegacia de Pontes e Lacerda entraram em contado com a equipe da Polícia Civil de Vila Bela comunicando o roubo de uma caminhonete Chevrolet S10, ocorrido na quarta-feira (16), em Conquista D’Oeste, em que os suspeitos estariam deslocando com o veículo com destino a Bolívia.

Durante as diligências para interceptar o veículo, os policiais receberam informações de que a caminhonete foi encomendada por um traficante da Vila Bela, para ser trocado por drogas no país vizinho.

Com base na informação, os policiais passaram a monitorar pontos conhecidos por atuarem como bocas de fumo na cidade, onde foram verificadas fundadas suspeitas na casa de dois traficantes da cidade.

Após mais de 24 horas de vigilância, os policiais flagraram o momento que três suspeitos com características pessoais semelhantes às passadas pela vítima chegaram a casa. Diante das suspeitas, os policiais civis solicitaram o apoio da equipe da Polícia Militar para entrar na residência, onde surpreenderam os quatro suspeitos.

Durante a abordagem, os investigados tentaram resistir a prisão, porém acabaram detidos pelos policiais. Questionados, os presos confessaram a participação no roubo da caminhonete e disseram que o veículo foi levado para Bolívia ainda no dia 16.

Em buscas na casa, os policiais encontraram documentos pessoais de outros dois integrantes da quadrilha, que seriam os responsáveis pela boca de fumo e também por levar a caminhonete para a Bolívia. Também foi apreendido no endereço, um prato com resquícios de entorpecente, aparelhos celulares de origem duvidosa e dois botijões de gás produto de furto.

Diante das evidências, os suspeitos foram conduzidos a Delegacia de Pontes e Lacerda, onde foi lavrado o flagrante pelos crimes de roubo e associação criminosa.

Comentários Facebook
Leia mais:  Dois traficantes morrem após trocar tiros com o Gefron na zona rural de Pontes e Lacerda; armas e drogas foram apreendidas
publicidade

Fronteira

Gefron apreende quase 4 toneladas de drogas e estima R$ 83 milhões de prejuízo ao crime

Publicado

Nos primeiros seis meses de 2020 o Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) apreendeu 3,8 toneladas de entorpecentes dentro e fora de Mato Grosso. Em comparação com o mesmo período de 2019, quando foram apreendidas 2,8 toneladas, o montante é 35% maior. O balanço feito pela unidade aponta também aumento no valor estimado de prejuízo ao crime em 118%. Este ano, são mais de R$ 83 milhões, enquanto no ano passado foram cerca de R$ 38 milhões.

O cálculo de prejuízo leva em conta os valores estimados de entorpecentes, veículos, materiais de contrabando e moedas apreendidos neste período. O comandante do Gefron, tenente-coronel PM Fábio Ricas, ressaltou que os resultados positivos são reflexos do entendimento da Secretaria de Estado de Segurança Púbica (Sesp-MT) quanto à importância das atividades do grupamento para segurança pública do estado. “As operações na região de fronteira têm sido uma prioridade da atual gestão, e o apoio da Secretaria nesse sentido, garantido disponibilização de recursos, é fundamental”, frisa.

A prisão por cumprimento de mandado cresceu 44% no primeiro semestre deste ano, quando foram registradas 23, em comparação ao mesmo período do ano passado, que contabilizou 16 prisões. Nesse sentido, o comandante do Gefron ressalta a integração das forças de segurança que, por meio da Operação Hórus Vigia, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, têm trabalhado de forma permanente na região de fronteira.

Realizada desde o ano passado, a iniciativa foi intensificada este ano com a criação de uma força tarefa entre o Gegron; Polícia Federal; Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), por meio da Delegacia Especial de Fronteira; Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer); Força Aérea Brasileira (FAB); e unidades da Polícia Militar (PM-MT).

Dados de produtividade

Na produtividade do Gefron no período de janeiro a junho deste ano, houve 59% a mais de ocorrências registradas, sendo 176 contra 111 no ano passado. O aumento também é percebido no número de pessoas encaminhadas à delegacia, com 206 brasileiros em 2020 e 134 em 2019. Já com relação aos bolivianos, seis foram encaminhados este ano, e no ano passado nenhum foi conduzido.

Com relação aos veículos apreendidos e/ou recuperados, houve aumento de 51%, já que este ano foram 165 e em 2019 foram 109. O Gefron ainda apreendeu seis aeronaves entre janeiro e junho de 2020, sendo que no ano passado não realizou nenhuma. A apreensão de armas manteve-se estável, com 14 em cada ano, e a de munições caiu de 915 no ano passado para 151 este ano.

A apreensão de moeda estrangeira (dólar) somou pouco mais de 32 mil este ano, contra 128 mil no ano anterior. Já em moeda nacional, o Gefron apreendeu nestes seis meses R$ 99.600,00 enquanto no mesmo período de 2019 foram R$ 22.600,00. Calculando os valores apreendidos, entre moedas nacional e estrangeira, convertendo-os em valores atuais (R$ 5,46), o montante é de R$ 274.489,26. A quantidade de material de descaminho ou contrabando diminiu este ano: foram 1,825 kg e no ano passado foram apreendidos 16 kg.

Comentários Facebook
Leia mais:  Gefron apreende quase 4 toneladas de drogas e estima R$ 83 milhões de prejuízo ao crime
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana