conecte-se conosco



Polícia

Polícia Civil esclarece homicídio cometido por facção criminosa em Alta Floresta

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um homicídio ocorrido no mês de agosto em Alta Floresta (803 km ao Norte de Cuiabá) foi esclarecido pela Polícia Judiciária Civil com a identificação de três envolvidos, entre eles a mandante e os executores do crime. Segundo as investigações o crime foi cometido a mando de uma facção criminosa, pelo fato de a vítima ter descumprido regras impostas pelo grupo.

Apontada como uma das líderes do grupo criminoso, Jovina Carole Barbosa da Silva, a “Madrinha” foi identificada como a mandante do crime, que foi executado pelos suspeitos, Raiam Levino da Costa e Ronald Batista.

O corpo da vítima, Fernando Pires de Mello, 28, foi encontrado com várias lesões na cabeça, no dia 11 agosto, em um matagal às margens de uma estrada que liga o bairro Boa Esperança ao setor de chácaras em Alta Floresta. No local, também foram encontradas duas pedras sujas de sangue que possivelmente foram utilizadas para golpear a vítima.

De acordo com o delegado, Pablo Carneiro, durante as investigações foi identificado que a vítima era membro da facção criminosa e teria recebido ordens dos líderes do grupo, para não frequentar mais o bairro Vila Nova, após se envolver em confusões na região.

Leia mais:  Menor suspeito de roubos em Pontes e Lacerda é preso pela Polícia Civil; na mesma ação, outro suspeito foi detido por posse irregular de arma de fogo

“Como a vítima não obedeceu as ordens, a suspeita conhecida como ‘Madrinha’ determinou que outros dois integrantes aplicassem o castigo, conhecido como ‘salve’, dentro da facção”, disse o delegado.

Com base nos levantamentos, o delegado representou pela prisão preventiva dos suspeitos, as quais foram decretadas pela Justiça. “Madrinha” e o suspeito Ronald já estavam presos por outros crimes e tiveram os mandados de prisão cumpridos dentro das respectivas unidades prisionais. O terceiro suspeito, Raiam,continua foragido e é procurado pela Polícia. 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Menor suspeito de roubos em Pontes e Lacerda é preso pela Polícia Civil; na mesma ação, outro suspeito foi detido por posse irregular de arma de fogo

Publicado

Neste domingo (5) foi deflagrada a Operação “Moléstia Incubada”, sob coordenação dos Delegados de Polícia, Dra. Lizzia e Dr. Maurício, em que a equipe de investigação da DP de Vila Bela da Santíssima Trindade logrou êxito em cumprir mandado de apreensão de um adolescente de 17 anos, expedido pela Segunda Vara Cível da Comarca de Pontes e Lacerda/MT, em razão de sentença que aplicou a medida socioeducativa de internação ao menor.

Segundo a Polícia, o adolescente é suspeito de envolvimento em diversos atos infracionais praticados em Pontes e Lacerda, em especial, análogos a roubos de residências com restrição de liberdade das vítimas.

Durante as investigações, realizadas pela equipe de investigação da DP de Pontes e Lacerda em conjunto com os investigadores da DP de Vila Bela da Santíssima Trindade, verificou-se que o adolescente estaria recebendo auxílio de um homem residente em Vila Bela, suspeito de envolvimento com roubos e aliciamento de menores para tais práticas.

Após realizar monitoramento dos alvos, o adolescente foi apreendido quando saía da residência do outro suspeito. Ato contínuo, foi cumprido mandado de busca domiciliar na residência em questão, sendo encontrado no local um revólver calibre .32, supostamente utilizado em outras ações criminosas, além de outros objetos que se suspeita serem produto de ilícitos.

Foi lavrado APFD em face do suspeito maior de idade pela prática, em tese, dos crimes de posse irregular de arma de fogo de uso permitido (art. 12 da Lei nº 10.826/2003) e de corrupção de menores do ECA (art. 244-B da Lei nº 8.069/1990.

O adolescente foi encaminhado à DP de Pontes e Lacerda, onde aguarda a realização da audiência de apresentação perante o Ministério Público.

INFORMAÇÕES DA POLÍCIA CIVIL

Leia mais:  PRF faz apreensão de drogas e causa prejuízo de mais de 53 milhões de reais ao narcotráfico

VEJA O VÍDEO:

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana