conecte-se conosco


Mato Grosso

Polícia Civil e Conselho Tutelar apuram denúncias do Disque 100

Publicado

A Polícia Judiciária Civil, por meio da Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica) e em parceria com Conselho Tutelar, deflagrou uma operação de combate a violência contra mulheres, na quarta-feira (06.11) com objetivo de apurar três denúncias recebidas pelo “Disque 100” e o 197 da Polícia Civil.

Uma das denúncias informava que duas adolescentes, com idades de 13 e 16 anos, estavam sendo vítimas de exploração sexual, no bairro Jardim Passaredo. Com base nas informações, os policiais da Deddica e conselheiros tutelares se deslocaram até o endereço para averiguação da denúncia.

As menores, junto a mãe, foram encaminhadas à Deddica para tomadas das providências cabíveis e passarão pela equipe multidisciplinar para que recebem atendimento especializado.

Outra denúncia, relatava que uma adolescente, de 17 anos, moradora do bairro Pedra 90, estava sendo aliciada para fins de prostituição. No local, as equipes encontraram duas adolescentes em companhia do suspeito, A.S.A. (29 anos). Questionado, ele disse que estava na casa com as adolescentes por ser amigo de uma delas.

Leia mais:  Rede Cidadã completa 15 anos de atuação em Mato Grosso

Conduzido a delegacia, o suspeito mudou a versão e disse apenas conversar com a menor no interior da residência, porém negou ter mantido relações sexuais com ela. As adolescentes foram submetidas a exame de corpo de delito e também passaram por atendimento psicológico.

Em continuidade aos trabalhos da operação, os policiais diligenciaram em procura de quatro foragidos da justiça, acusados de estupro de vulnerável e que estão com ordens de prisão em aberto, porém nenhum dos alvos foi localizado e as buscas continuam em andamento.

Caso Nilo Póvoas

A Deddica e o Conselho Tutelar também atuam de forma conjunta no caso da adolescente, de 15 anos, que tentou se jogar do 2º piso da Escola Estadual Nilo Póvoas, na Capital.

O trabalho, realizado por meio da oitiva de pessoas próximas a vítima, visa identificar motivações que teriam levado a menor a praticar o ato.

A Polícia Civil aguarda a adolescente receber alta do hospital para que também possa ser ouvida pela equipe psicossocial da Deddica.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Polícia Civil prende cinco suspeitos de integrar quadrilha de roubo de gado

Publicado

por

A Polícia Judiciária Civil de Barra do Garças deflagrou na segunda-feira (18.11) a Operação Boi Bandido 2, para cumprimento de mandados de prisões e de buscas e apreensões contra alvos suspeitos de roubo de gado. A operação conduzida pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Barra do Garças tem como base as investigações do furto de 41 cabeças de gado bovino, ocorrido no mês de outubro em uma fazenda do município.

Cinco suspeitos, identificados por L.P.M., N.S.S., N.R.K., J.I.M.V. e N.C.S.J., tiveram as ordens de prisões cumpridas, após terem a participação identificada na ação criminosa.

O gado furtado da fazenda em Barra do Garças foi recuperado logo após o crime, em outra propriedade também na região, ocasião em que foram realizadas as prisões em flagrante de dois suspeitos, que na época foram liberados em audiência de custódia.

Segundo o delegado da Derf Barra do Garças que coordenou as investigações, Nelder Pereira Martins, as provas colhidas durante a investigação trouxeram evidências de que os suspeitos compunham uma quadrilha de roubo, com crimes reiterados e modus operandi similar na prática criminal. Dentre os suspeitos identificados, está um funcionário da propriedade.

Leia mais:  Polícia Civil prende cinco suspeitos de integrar quadrilha de roubo de gado

O delegado representou pelos pedidos de prisões dos envolvidos, inclusive dos que foram detidos em flagrante na ocasião do furto.

Os mandados de buscas e apreensões foram cumpridos em uma fazenda onde foram localizadas as reses e em comércios suspeitos da venda de gado abatido clandestinamente. Foram apreendidos também veículos dos suspeitos do crime, sendo duas caminhonetes e dois veículos de passeio.

Nas residências dos suspeitos, os policiais apreenderam outros materiais como duas armas de fogo (um revólver e uma espingarda calibres 38); R$ 14 mil em espécie, não declarados e sem comprovação da origem; mais de R$ 20 mil em cheques e documentos diversos.

O crime

Em 21 de outubro, 41 cabeças de gado bovino foram furtadas de uma propriedade rural do município de Barra do Garças (509 km a Leste de Cuiabá) e recuperadas pela Polícia Judiciária Civil com apoio da Polícia Militar, poucas horas após o crime.

A ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtosde Barra do Garças com apoio da Delegacia de General Carneiro resultou em dois homens presos e na apreensão de vários objetos utilizados para abate clandestino de gado. Os suspeitos, N.R.K. e V.V.A., foram autuados em flagrante por furto qualificado (abigeato) e associação criminosa.

Leia mais:  Alunos e professores apostam em limpeza para conscientizar comunidade escolar

O furto ocorreu na Fazenda Agropecuária de Barra do Garças SA. Na ocasião, os autores usaram um veículo tipo caminhão para o transporte dos animais.

O rebanho confinado foi localizado na Fazenda Jatobá.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana