conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil destrói 700 quilos de entorpecente apreendidos na região de fronteira

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Aproximadamente 700 quilos de entorpecentes foram incinerados pela Polícia Judiciária Civil, na manhã desta sexta-feira (18.10), em Cáceres (225 km a Oeste de Cuiabá). A destruição aconteceu em uma empresa de curtume, no bairro Jardim Industrial, zona rural do município.

A grande quantidade de drogas, sendo a maior parte pasta base e cloridrato de cocaína, é decorrente das ações realizadas pelas forças de Segurança Pública da região de fronteira. O montante refere-se a procedimentos registrados no ano de 2019, e que tiveram as autorizações expedidas pela Justiça Federal e Justiça Estadual.

O total do entorpecente queimado foi apreendido em diversas operações policiais, deflagrada pela Polícia Civil e Polícia Militar, por meio da Delegacia Especial de Fronteira (Defron), do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron), e das Delegacias de Polícia das cidades de Cáceres, Mirassol D’Oeste e São José dos Quatro Marcos.

Durante o evento, a delegada titular da Defron, Cinthia Gomes da Rocha Cupido, destacou a importância do ato de eliminação das substâncias ilícitas apreendidas.

“A integração entre os órgãos que compõem a segurança pública na fronteira, no trabalho diário, possibilitou o aumento no número de apreensões de entorpecentes, tirando de circulação o mal que causa a destruição de inúmeros lares e famílias”, destacou Cinthia Gomes da Rocha Cupido.

Leia mais:  Polícia Civil prende suspeito de roubo em posto de combustível

Também participaram da incineração os delegados de polícia, Wilson Souza Santos, Judá Maali Pinheiro Marcondes, o coordenador da Politec de Cáceres, Ataíde de Campos Malheiros Filho, o coordenador do Gefron, CEL PM José Nildo Silva de Oliveira, além de outros convidados.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Dez pessoas são conduzidas em operação de combate ao tráfico em Colíder

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

Dez pessoas suspeitas de envolvimento com o tráfico de drogas (duas delas menores de idade) foram detidas, pela Polícia Judiciária Civil, nesta quinta-feira (21.11), na operação “Fumus”, deflagrada pela Polícia Judiciária Civil de Colíder (699 km ao Norte de Cuiabá).

A ação tinha o objetivo de apurar o comércio de drogas em uma residência no bairro Setor Sul, no município. O nome da operação “Fumus”, que significa “Fumaça” em latim, faz referência a boca de fumo que funcionava no local.

A residência é alvo de investigação da Polícia Civil há algum tempo devido à mercancia de drogas no endereço. Em ações anteriores realizadas no local foram apreendidos objetos de origem ilícita, produto de roubo e furto, possivelmente trocados por substâncias entorpecentes.

Durante a busca nesta quinta-feira (21), os policiais apreenderem uma porção de pasta base de cocaína e realizaram a detenção de oito pessoas que estavam na casa. Dois menores de idade, ao perceber a presença dos policiais na casa, fugiram porém foram detidos posteriormente na região central da cidade.

Leia mais:  Operação investiga garimpo ilegal de ouro em fazenda e prende três pessoas por crimes ambientais

Segundo o delegado, Ruy Guilherme Peral da Silva, o local é extremamente insalubre, com muito lixo espalhado pelos cômodos, sendo necessários acionar a vigilãncia sanitária para os procedimentos cabíveis e notificação do proprietário.

“A casa é frequentada em sua grande maioria por andarilhos que ficam perambulando pela região urbana e que invadiram o local para comercializar e fazer uso das substancias entorpecentes”, disse.

Durante os trabalhos, moradores da região elogiaram a ação policial dizendo que não aguentavam mais o comércio de drogas na boca de fumo, assim como a movimentação de pessoas suspeitas e o uso explícito de entorpecentes no local.

Todos os conduzidos à Delegacia de Colíder serão ouvidos para averiguação do envolvimento com o comércio de drogas, e posterior lavratura de procedimento, como flagrante por tráfico de drogas, Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por uso de drogas, ou indiciamento em inquérito policial.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana