conecte-se conosco


Mato Grosso

Órfãos e abandonados; bebês de onça-parda são resgatados em rodovia de Mato Grosso

Publicado

Dois filhotes de onça-parda foram resgatados na manhã desta quinta-feira (19) na BR-070 em Cáceres, a 220 km de Cuiabá. Segundo o Batalhão Ambiental da Polícia Militar, os dois bebês estavam abandonados e órfãos. Moradores encontraram os animais e ficaram com eles até que a polícia fizesse o resgate.

De acordo com a tenente Joelma Carvalho, os filhotes são saudáveis, não aparentam ter ferimentos e têm cerca de três meses. A mãe deles não foi encontrada na região. Não se sabe se os animais foram vítimas das queimadas ou se perderam da mãe.

“Moradores os viram perto do mato, pegaram e nos chamaram. Não sabemos se a mãe foi abatida ou se é [consequência] das queimadas e secura”, pontuou.

A estimativa é de que os dois bebês ainda nem completaram os três meses de vida. A tenente percebeu que os dois já tiveram cicatrização do cordão umbilical.

Os filhotes foram levados até o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA).

Leia mais:  Seplag apresenta caso de sucesso em evento promovido pelo Arquivo Público

“Eles vão passar por atendimento médico e identificação da espécie. Mas são tranquilos e estavam sem fome e com a barriguinha cheia”, brincou a tenente.

A expectativa é que os bebês fiquem por um tempo no Cetas e, futuramente, sejam encaminhados para outra unidade que trata de animais, como universidades e faculdades do estado.

FONTE: G1

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Sema apreende 108 kg de peixes e apetrechos proibidos em Porto Alegre do Norte e Confresa

Publicado

por

A equipe de fiscalização da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) apreendeu 108 quilos de pescado e diversos apetrechos de pesca predatória nos municípios de Porto Alegre do Norte e Confresa. A Operação foi realizada na quinta-feira (17.10) pela equipe de Fiscalização de Fauna da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) e pela Diretoria de Unidade Descentralizada de Confresa, em parceria com a Policia Militar.

As espécies apreendidas são pirarucu, tucunaré, matrinxã, piranha, corvina, piau e tabatinga. Além dos peixes foram recolhidas três redes de captura de pirarucu, oito redes de pesca de diversos tamanhos e diversas malhas, uma tarrafa, cinco espinheis, 60 boias e 02 freezers.

Os fiscais aplicaram multas no valor total de R$ 6,1 mil. Os peixes foram doados a instituições filantrópicas de Porto Alegre do Norte e de Confresa.

Piracema

O período de defeso da piracema no Estado de Mato Grosso iniciou no dia 1º de outubro e segue até dia 31 de janeiro de 2020. A proibição à pesca, tanto amadora como profissional, abrange os rios das Bacias Hidrográficas do Paraguai, Amazonas e Araguaia-Tocantins.

Leia mais:  Projeto "Seduc vai à Escola" reúne mais de 130 profissionais da educação em Cuiabá

Neste período é permitida apena a pesca de subsistência, desembarcada, que é aquela praticada artesanalmente por populações ribeirinhas ou tradicionais para garantir a alimentação familiar, sem fins comerciais.

Para os ribeirinhos é permitida a cota diária de três quilos e um exemplar de qualquer peso por pescador, respeitando os tamanhos mínimos de captura, estabelecidos pela legislação para cada espécie. O transporte e comercialização proveniente da pesca de subsistência também fica proibido.

Denúncias

O cidadão pode denunciar a pesca depredatória e outros crimes ambientais à Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838 ou via WhatsApp no (65) 99281-4144. Outros telefones para informações e denúncias: (65) 3613-7394 (Setor Pesca), nas unidades regionais da Sema ou aplicativo MT Cidadão.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana