conecte-se conosco



Mato Grosso

Operação cumpre mandados contra quadrilha que emitiu R$ 337 milhões em notas frias com empresas de fachada em MT

Publicado

Uma quadrilha que emitiu R$ 337 milhões em notas frias por meio de empresas de fachada é alvo de uma operação nesta quarta-feira (9) da Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz).

A operação ocorre em Cuiabá, Tangará da Serra, Campo Novo dos Parecis, Barra do Bugres, Canarana, Sorriso e Juína.

De acordo com a Defaz, a operação ‘Fake Paper’, com apoio da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), deve cumprir nove mandados de prisão preventiva e 16 de busca e apreensão por crimes contra a administração pública.

Os nomes dos alvos não foram divulgados pela polícia.

A Defaz apura uma organização criminosa que, através de falsificação de documento público, falsificação de selo ou sinal público e uso de documento falso, abriu empresas de fachada.

Ainda conforme a Defaz, as empresas conseguiam notas fiscais frias que eram usadas por produtores rurais e empresas que cometiam sonegação fiscal.

Além disso, o esquema possibilitou a prática de crimes não tributários, como a fraude a licitação, ou mesmo ‘esquentar’ mercadorias furtadas ou roubadas.

Para a polícia, a emissão de notas fiscais frias interfere negativamente na base de dados da Sefaz.

A operação busca apreender documentos, dispositivos móveis e computadores que possam robustecer ainda mais a investigação.

Por G1 MT

Leia mais:  NOTA DE ESCLARECIMENTO: Detran-MT não tem caso confirmado de servidor com coronavírus

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Governador anuncia nova prorrogação do prazo para pagamento do IPVA

Publicado

O imposto que deveria ser pago em junho, julho e agosto, poderá ser pago em outubro, novembro e dezembro; decreto com detalhes será publicado no Diário Oficial

Lorena Bruschi | Secom-MT

O Governo de Mato Grosso irá adiar novamente o prazo para pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), relativo ao exercício de 2020. O governador Mauro Mendes anunciou nesta terça-feira (02.06) a prorrogação com o objetivo de amenizar os efeitos financeiros que da covid-19 para os contribuintes mato-grossenses. 

O IPVA que deveria ser pago nos meses de junho, julho e agosto, terá o prazo postergado para os três últimos meses do ano, outubro, novembro e dezembro de 2020. Conforme o governador, o Estado está combatendo a pandemia e criando condições para que a economia local volte a funcionar. O decreto com detalhes deverá ser publicado em edição extra do Diário Oficial desta terça-feira (02.06).

“A Assembleia fez uma reivindicação ao Governo do Estado. Analisamos os números dos últimos dias e estamos anunciando hoje, formalmente, que nós estaremos prorrogando para outubro, novembro e dezembro o pagamento do IPVA de todos que ainda tem esse débito com o Estado de Mato Grosso”, afirma o governador Mauro Mendes.

Ele ressalta a parceria com a Assembleia Legislativa, e a rede criada com os prefeitos, que possibilitaram diversas ações que tem tem salvado vidas, e mantido ainda um baixo índice de contaminação mostrado pelos números de casos em Mato Grosso.

“É uma forma do governo minimizar, e ajudar muita gente que talvez esteja em dificuldade por conta das consequências econômicas na vida. É uma forma de aliviar o caixa das empresas, dos cidadãos. Há aqueles que já pagaram porque tinham condições, mas aqueles que não pagaram porque tinham dificuldade vão ter mais este fôlego com mais essa medida que o governo está fazendo para ajudar na pandemia”, avalia.

Com a nova medida, os veículos com placa final 4 e 5 que teriam que pagar no mês de maio, poderão pagar no mês de outubro; placa final 6 e 7 que pagariam em junho, passam a ter o prazo até novembro; já as placas 8, 9 e 0 do mês de julho, passam a ter o prazo estendido até dezembro de 2020.

 

Leia mais:  NOTA DE ESCLARECIMENTO: Detran-MT não tem caso confirmado de servidor com coronavírus

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana