conecte-se conosco



Polícia

Operação cumpre mandados contra grupo envolvido com tráfico de drogas na região de fronteira

Publicado

Assessoria/Polícia Civil-MT

– Foto por: PJC-MT

A | A

Uma operação conjunta com objetivo de coibir o tráfico de drogas e outros crimes na região de fronteira foi deflagrada,  na manhã desta sexta-feira (04.09), para cumprimento de  mandados judiciais decretados com base em investigações da Delegacia de Vila Bela da Santíssima Trindade com apoio da Delegacia Especial de Fronteira (Defron) e Grupo Especial de Fronteira (Gefron).

A operação “Tremor” tinha como alvo um grupo envolvido em crimes de tráfico de drogas, associação criminosa e tentativa de homicídio qualificado contra agentes de segurança pública, ocorridos no dia 22 de julho na zona rural de Vila Bela da Santíssima Trindade.

O crime

Na ocasião, uma equipe do Gefron se deparou com diversas motocicletas transitando em região de mata, carregando volumes semelhantes aos utilizados para transporte de entorpecente. Ao aproximar para abordagem, os policiais foram recebidos com disparos de arma de fogo, sendo que dois dos suspeitos estavam em posse de armas longas.

Houve troca de tiros e os suspeitos entraram para região de mata, não sendo possível localizá-los. No local, os policiais encontraram oito motocicletas com fardos fixados na garupa, sendo apreendidos 307 tabletes (312,48 kg) de Skank (supermaconha), 307 tabletes (403,9 kg) de pasta base de cocaína e um saco de ácido bórico.

Investigações

As investigações preliminares iniciaram pela Defron sendo posteriormente encaminhadas à Delegacia de Vila Bela da Santíssima Trindade, onde foi instaurado inquérito policial e realizadas diligências complementares.

Durante as investigações, foram identificados cinco suspeitos responsáveis pelo transporte da droga apreendida, e que fugiram após a troca de tiros com os policiais da Gefron.

Com base nos levantamentos, o delegado de Vila Bela, Maurício Maciel representou pela expedição de mandados de prisão temporária e de busca e apreensão domiciliar, que foram expedidas pela Justiça.

“Desde o crime, os suspeitos passaram a se ocultar, sendo as ordens judiciais imprescindíveis para o andamento da investigação criminal, coleta de provas, evitando seu perecimento e a fuga dos suspeitos para o país vizinho”, disse o delegado. 

Operação

Para cumprimento das ordens judiciais foram mobilizados mais de 50 policiais civis, dez policiais do Gefron, seis policiais rodoviários federais, 20 viaturas, três cães de faro (um da PJC e dois do Canil-Fron) e uma aeronave de asas rotativas.

Dos onze mandados de busca e apreensão, dez foram cumpridos em Vila Bela da Santíssima Trindade, sendo três deles na zona rural, e u no município de Pontes e Lacerda. Além das buscas, foram cumpridos três mandados de prisão temporária e realizados três flagrantes.por porte de arma de fogo.

Nas buscas foram apreendidos aparelhos celulares, anotações, extratos bancários e outros materiais que podem comprovar o envolvimento do grupo com o tráfico de drogas.

A operação Tremor é coordenada pelo delegado de Vila Bela Maurício Maciel, pela delegada da Defron, Cinthia Gomes da Rocha e pelo Tenente da Gefron Coronel Fábio Ricas e contou com apoio das delegacias de Polícia de Pontes e Lacerda, Comodoro, Campos de Júlio e Jauru, da Gerência de Operações Especiais (GOE), da Polícia Rodoviária Federal e da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer). Registra-se, ainda, a presença do inspetor Múcio Cévola, Chefe Substituto da Delegacia PRF de Pontes e Lacerda.

Acompanharam a operação, o diretor do interior, Walfrido Franklin Nascimento, o diretor de atividades especiais, Fernando Vasco Spinelli Pigozzi, e o delegado Regional de Pontes e Lacerda, Clayton Queiros Moura.

Leia mais:  Preso é flagrado com 8 celulares, carregadores, cabos e chips dentro no corpo em MT

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Preso é flagrado com 8 celulares, carregadores, cabos e chips dentro no corpo em MT

Publicado

Ele expeliu objetos sozinho e não necessitou de atendimento médico. Materiais foram identificados após inspeção eletrônica durante revista.

Um preso foi flagrado com oito mini aparelhos de celular com bateria, quatro plugs de cabo USB, sete chips e um fio de carregador dentro do corpo ao ser revistado na Penitenciária Osvaldo Florentino Leite Ferreira (Ferrugem), em Sinop, a 503 km de Cuiabá.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (Sesp), ele foi descoberto durante procedimento de entrada na penitenciária. O caso aconteceu na última sexta-feira (18).

Os policiais penais identificaram “comportamento suspeito” no homem, que estava em um grupo de recém-chegados ao local. Após busca pessoal, ele foi submetido à inspeção eletrônica, e o scanner corporal revelou a presença de alguns objetos.

Preso estava com celulares, cabos USB e chips dentro do corpo — Foto: Sesp/MT

Objetos seriam entregues a outros presos

O homem então confessou que transportava materiais que seriam entregues a presos da unidade.

Sozinho, ele expeliu oito mini aparelhos de celular com bateria, quatro plugs de cabo USB, sete chips de celulares e um fio de carregador de celular. O preso não necessitou de atendimento médico.

Leia mais:  Policiais militares salvam bebê que se afogou na banheira em Tangará da Serra

O material estava protegido por bexigas e fitas isolante. Aos policiais penais, ele relatou que receberia uma quantia em dinheiro caso conseguisse fazer a entrega.

O homem foi encaminhado para a ala destinada ao isolamento, como medida de prevenção ao novo coronavírus (Covid-19).

A direção da penitenciária afirma que investiga quem encomendou os objetos e a participação do preso nesse caso.

por G1 MT

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana