conecte-se conosco


Esportes

Muito além dos 5 a 4: duelo entre Cruzeiro e Internacional cheira a mata-mata e terá embate inédito

Publicado

Dois clubes que se orgulham de ter conquistado “Tríplices Coroas” escreverão um capítulo inédito de um histórico de confrontos com cheiro de mata-mata. Nesta quarta-feira, o Cruzeiro recebe o Internacional pela semifinal da Copa do Brasil 2019, no Mineirão. É o jogo de ida entre adversários que já protagonizaram final e semifinal de Campeonato Brasileiro, duelo mágico de Copa Libertadores, embate na Copa Sul-Americana e também na Copa Sul-Minas. Pela primeira vez, se enfrentarão no maior torneio eliminatório do Brasil.

O jogo entre Cruzeiro e Internacional terá transmissão ao vivo da TV Globo e do GloboEsporte.com para todo o Brasil, com narração de Luis Roberto e comentários de Júnior e Casagrande. O SporTV também transmite ao vivo para todo o Brasil, com narração de Rogério Correa e comentários de Lédio Carmona e Grafite. O GloboEsporte.com ainda transmite ao vivo as entrevistas de técnicos e jogadores dos clubes após a partida

As cores azul e vermelho são marcantes para o Estádio Mineirão, palco da partida desta quarta, às 21h30. Em março de 1976, aconteceu o duelo entre colorados e celestes, que pode ser considerado um dos mais bonitos da história do Gigante da Pampulha.

Dois timaços vindos de uma disputa de final do Brasileirão do ano anterior – o famoso gol iluminado de Figueiroa -, que se reencontraram pela primeira fase da Libertadores: resultado final de 5×4 para o Cruzeiro de Joãozinho, Palhinha e Jairzinho. Um show particular do primeiro, ponta-esquerda, e do segundo, a lenda, fez o Inter trocar o lateral-direito no intervalo, tamanho o baile do “Bailarino”.

GloboEsporte.com relembra os grandes duelos protagonizados por Cruzeiro e Inter desde os tempos em que a Seleção Brasileira era composta por jogadores domésticos, que a Libertadores tinha jogo de fase de grupos no domingo e que o Campeonato Brasileiro tinha outros nomes. Um confronto equilibrado, com 29 vitórias celestes, 30 triunfos colorados, 23 empates e exatamente 105 gols marcados por cada lado. E tudo começou em 1962, justamente num encontro de mata-mata nacional pela Taça Brasil daquele ano.

O começo

Em uma época na qual Mineirão e Beira-Rio eram apenas projeto em papel, Internacional e Cruzeiro se digladiaram pela primeira vez em 1962, pela Taça Brasil. Confrontos no velho Independência e no extinto Olímpico. O jogo foi pelas quartas de final da última fase do torneio e reunia os campeões mineiro e gaúcho. Melhor para o Colorado, que empatou a ida, em BH, por 1 a 1, e venceu a volta, em Porto Alegre, por 2 a 1.

Depois, o Inter enfrentaria o Botafogo de Garrincha e Nilton Santos na semifinal, perdendo a chance de fazer a final com o Santos de Pelé. Algo que o Cruzeiro, em 1966, não só atingiria como derrotaria o time do Rei do Futebol.

FONTE: Globo Esportes

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

CBF avalia gramado da Arena Pantanal e suspende partida do Brasileirão

Publicado

A Confederação Brasileira de Futebol cancelou o jogo entre Cuiabá e Coritiba, que seria realizada na próxima terça-feira (24) na Arena Pantanal. O motivo é a péssima condição do gramado do estádio que está detonado.

O comunicado foi divulgado no sábado (21).

O jogo entre Cuiabá e Coritiba ocorre pela 24ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

O gramado da Arena Pantanal teria sido atingido por uma praga, que também pode causar a suspensão dos jogos contra Londrina e Vitória-BA, dias 05 e 11 de outubro, respectivamente.

O estádio é administrado pelo Governo do Estado e a Federação  Mato-grossense de Futebol (FMF), que terão que pôr fim à praga.

FONTE: Repórter MT

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana