conecte-se conosco


Pontes e Lacerda

Mudança de horário automática era prevista pelo Google

Publicado

As mudanças de horário que ocorreram automaticamente hoje (3) em alguns aparelhos já estavam previstas pelo Google.

No último dia 18, em mensagem no blog do Google Brasil,a empresa esclareceu que aparelhos com o sistema Android poderiam ter alterações de horário neste fim de semana. Isso ocorreu devido a mudanças feitas pelo governo brasileiro no horário de verão. O sistema estava programado para atualizar os aparelhos. Mudanças automáticas ocorreram também no dia 20 de outubro. 

 “Para os aparelhos que não forem impactados no dia 20 de outubro, existe a possibilidade de que a mudança automática aconteça no dia 3 de novembro, já que a regra mudou em 2018”, dizia o post. A orientação é definir manualmente a hora dos aparelhos. 

A alteração do dia 20 e a deste domingono ocorreram devido a duas mudanças. Em 2018, a data de início do horário  de verão passou do terceiro domingo de outubro para o primeiro domingo de novembro, justificando a alteração mais recente. O fim do horário de verão foi a causa da alteração no dia 20.

“Todas essas modificações impactam diretamente no Banco de Dados Global da Iana (em português, Autoridade para Atribuição de Números de Internet), que é utilizado por smartphones e dispositivos eletrônicos para garantir que você esteja sempre na hora certa, onde quer que esteja”, diz o post assinado pela equipe Android. 

O Google divulgou um passo a passo para orientar os usuários: “Entre no menu Configurações e procure o item chamado Sistema, depois, escolha “Data e Hora” ou algo similar (em alguns aparelhos talvez não seja necessário passar pelo menu Sistema). Desative as opções Data e hora automáticas e Fuso horário automático.”

De acordo com a empresa, caso o telefone não sofra nenhuma alteração de horário em nenhuma das duas datas, isso significa que o aparelho já foi atualizado pelos fabricantes ou, então, que está seguindo as regras de rede da operadora. 

Neste domingo (3), a alteração deixou apreensivos estudantes que fazem o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As provas começaram às 13h30. Os portões dos locais de prova abriram-se às 12h, no horário de Brasília, e foram fechados às 13h. Em post no Twitter, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse que “isso já está sanado, está tudo resolvido, e os horários estão mantidos.”

A mudança repercutiu nas redes sociais: “Saí de casa achando que tava na hora do Enem e descubro que minha hora estava errada e sai quase 1 hora mais cedo, voltei pra casa”, disse um usuário do Twitter. “Quase que eu saio de casa 10 horas de bobeira pra ir pro Enem. Famosa hora errada”, disse outro. 

Hoje, cerca de 5,1 mil estão inscritos para fazer o Enem. Os participantes fazem provas de redação, linguagens e ciências humanas. A aplicação do exame continua no próximo domingo (10), quando os candidatos farão provas de matemática e ciências da natureza.

Comentários Facebook
Leia mais:  2° Acampamento Regional Projetos Mirins – Nova Lacerda; confira as fotos
publicidade

Pontes e Lacerda

SEGURANÇA AO CONSUMO: Água da rede é certeza de procedência e qualidade Concessionária faz alerta à comunidade: poços têm alta incidência de contaminações

Publicado

O que você prefere: ter certeza ou consumir na dúvida? A água que a gente usa é coisa séria e deve estar cercada de cuidados para que esteja apta ao consumo humano. Por meio da rede pública de abastecimento, a Águas Pontes e Lacerda leva água tratada às comunidades dos mais diferentes bairros, dentro das normas do Ministério da Saúde e dos órgãos de fiscalização. Serviço essencial, que emprega tecnologia, profissionais experientes e rigorosos procedimentos de controle de qualidade, determinante à saúde da população.  

Antes de chegar ao cavalete, a água passa por diferentes testes de qualidade de ordem física, química e biológica. Consumir água fora dos padrões significa colocar a saúde em risco. Isso porque o recurso natural que é fonte de vida, ao estar contaminado, se torna o causador de doenças como hepatite A e ascaridíase (lombrigas).

Além disso, quando o assunto é a sustentabilidade ambiental, é importante frisar que poços perfurados irregularmente esgotam os aquíferos, que são as reservas subterrâneas de água que colaboram com o abastecimento dos rios. Ou seja, há um abalo na reserva natural dos rios, provocando desequilíbrios ao meio ambiente.

“A conexão à rede pública de abastecimento é, de fato, a opção mais segura ao consumo humano e também responsável ambientalmente. O processo de tratamento e o controle de qualidade da água da rede dão a certeza da procedência dessa água. Nossas equipes têm a aptidão técnica necessária para esse trabalho tão importante à comunidade e zelam diariamente por essa qualidade”, registra André Silva, diretor operacional da Águas Pontes e Lacerda.

Mapeamento realizado pela concessionária este ano aponta que há 1.232 residências em Pontes e Lacerda com utilização de fontes alternativas de abastecimento (poços), o que representa 8,8% das moradias habitadas no município. O especialista observa que misturar água da rede com água de poço também impõe riscos à saúde. “Os elementos químicos presentes na água da rede pública não são suficientes para tratar a água dos poços privados. Quem usa água de fonte mista, além de correr risco, prejudica todo o processo de tratamento pelo qual a água do sistema de abastecimento do município passou”.

Alerta – A Organização Mundial da Saúde, a OMS, estima que uma em cada 10 pessoas no mundo (785 milhões de habitantes) ainda carece de serviços básicos em saneamento, incluindo 144 milhões que bebem água sem tratamento. O avançar do saneamento no planeta também esbarra no mau uso dos recursos naturais. No Brasil, estudo recentemente feito pela Universidade de São Paulo (USP) a convite do instituto Trata Brasil sinaliza que mais de 80% dos poços privados são clandestinos, sem outorga, autorização legal para perfuração e exploração, tampouco o monitoramento regular da qualidade da água captada.

Sobre a Águas Pontes e Lacerda –  A Águas Pontes e Lacerda começou a operar no município em 2017  e tem a responsabilidade de atender a uma população de 36 mil pessoas. O alcance de nossa prestação de serviços nos coloca entre os principais operadores privados do setor de saneamento no Brasil. Desde 2017, faz parte da Iguá Saneamento, companhia que está presente em 37 municípios brasileiros e que alcança 7,1 milhões de pessoas com o compromisso de ser a melhor empresa de saneamento para o Brasil.

Comentários Facebook
Leia mais:  Criminoso morre na fronteira de MT em confronto com a polícia ao tentar levar carro roubado para a Bolívia
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana