conecte-se conosco



Mato Grosso

MTI apresenta tecnologia do Nota MT aos representantes do Shopping Estação

Publicado


A diretoria da Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) apresentou à equipe de marketing do Shopping Estação, em Cuiabá, o sistema eletrônico do sorteio e o aplicativo para celulares desenvolvidos pela MTI, em parceria com a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), para o programa Nota MT.

O objetivo foi mostrar as características gerais do programa, criado para estimular o cidadão a solicitar o CPF na nota fiscal, e toda a tecnologia envolvida, a fim de discutir uma eventual parceria para o desenvolvimento e utilização do sistema semelhante por parte do shopping.

De acordo com Rodrigo Souza, gerente de marketing do shopping, toda a parte de tecnologia voltada ao usuário do Nota MT é muito dinâmica e intuitiva, além de todo o sistema do sorteio ser muito transparente. Por essa razão, é um programa que não é questionado no que diz respeito a sua confiabilidade e é um exemplo para outras entidades.

“Viemos aqui visitar, pois é um produto que admiramos o funcionamento dele, do ponto de vista do consumidor final. Viemos fazer um elogio à ferramenta com a expectativa de conhecer seu funcionamento”, explicou.

Leia mais:  Governo do Estado avança na prorrogação do contrato de gás natural da Bolívia

Para esclarecer todas as dúvidas em torno do desenvolvimento do sistema, o superintendente de TI da Sefaz e analista da MTI, Ricardo Crudo, detalhou sobre o funcionamento do sistema – desde o cadastramento do cidadão até os sorteios – e explicou como os usuários têm acesso com facilidade e agilidade às informações sobre as notas fiscais emitidas e os bilhetes gerados para o sorteio.

Crudo reforçou ainda a existência dos quesitos de sigilo dos dados cadastrados e da transparência do sorteio, uma vez que este é feito com base nos números da Loteria Federal, que são usados como uma espécie de embaralhador, através de um algoritmo, no sistema de sorteio. Além disso, ele lembrou sobre a possiblidade do cidadão simular o sorteio de casa através de um programa também desenvolvido pela MTI.

“Sempre damos muita publicidade do processo do sorteio para que a própria população possa auditar isso e não gere questionamento. Então, disponibilizamos todos os bilhetes gerados e utilizamos os números da loteria federal para fazer o sorteio. Depois, de casa, o cidadão pode refazer o sorteio e confirmar os resultados”, esclareceu.

Leia mais:  Sexta-feira (31): Mato Grosso registra 52.078 casos e 1.842 óbitos por Covid-19

Após todas as dúvidas esclarecidas, o analista da Unidade de Gestão Estratégica de Negócios (Ugene) da MTI, Luciano Bigatão, avaliou que é possível a utilização do mesmo sistema do Nota MT, desde que seja parametrizado conforme as necessidades do shopping, se for de interesse do estabelecimento. 

“Não há tanta customização para fazer no aplicativo. Mas tudo dá para ser feito. Seriam alguns parâmetros que vocês precisariam e que ainda não estão no Nota MT, mas que não são complexos de serem feitos tecnicamente falando”, afirmou.

Para o diretor-presidente da MTI, Kleber Geraldino, o interesse do shopping em conhecer a tecnologia do Nota MT demonstra o reconhecimento da qualidade técnica do trabalho desenvolvido pelos analistas da MTI. “Nós estamos em uma reestruturação, nos reinventando e apresentar tecnologias que resolvam os problemas do Estado e do cidadão é nosso foco”, encerrou.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Governo do Estado avança na prorrogação do contrato de gás natural da Bolívia

Publicado

Os acordos comerciais entre o Estado de Mato Grosso e o governo da Bolívia estão sendo concretizados. Durante uma reunião nesta sexta-feira (31.07), no Palácio Paiaguás, o embaixador da Bolívia no Brasil, Wilfredo Rojo Parada, o presidente da Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB), Richard Botello, e comitiva foram recepcionados para uma conversa sobre o contrato firme de gás e sua prorrogação por dez anos, entre outros assuntos.

“Houve uma mudança no governo da Bolívia e esta visita é importante para desenvolvermos definitivamente uma série de projetos, especialmente aqueles referentes ao gás boliviano e à ureia. Com a prorrogação do contrato por dez anos poderemos levar o gás natural para o Distrito Industrial de Cuiabá, para o abastecimento de usinas de etanol de milho e caminhões”, explica César Miranda, secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico.

Estudo da MT Gás e do Senai MT mostram que seriam necessário 40,5 milhões de metros cúbicos por mês para abastecer todas as usinas de etanol de milho do Estado e também os caminhões que passariam a ser abastecidos com gás natural liquefeito (GNL). Para o distrito, seriam mais 2,5 milhões de metros cúbicos por mês.

“Agora temos um cronograma e datas estabelecidas para conclusão e efetivação de conversas que vêm há anos ocorrendo. O Governo de Mato Grosso quer colocar em prática estas conversas para atingir os interesses do Estado e também da Bolívia”, afirmou Mauro Carvalho, secretário-chefe da Casa Civil.

O secretário de Fazenda, Rogério Gallo, enfatizou que Mato Grosso, com este contrato assinado, garante mercado para o gás boliviano pelos próximos 10 ou 20 anos. “Já tivemos o fornecimento de gás em Mato Grosso, mas com interrupções. Com esta segurança, conseguiremos recuperar a credibilidade do gás no Estado junto aos clientes. Isto fará com que a relação entre Mato Grosso e Bolívia se estenda para outros negócios”.

Outros assuntos discutidos foram a pavimentação da rodovia BR 070 entre San Matías e San Ignácio, na Bolívia; o Porto de Cáceres, com a efetivação dos trabalhos da Hidrovia Paraguai-Paraná, também será um negócio de interesse boliviano e mato-grossense, pois poderá levar a soja produzida no Estado e importar ureia, insumo importante para o agronegócio.

Mayke Toscano Secom MT

O embaixador da Bolívia no Brasil, Wilfredo Rojo Parada, avaliou a reunião como produtiva e muito prática em relação à evolução das tratativas com o Governo mato-grossense. Ele citou ainda negociações em relação à internacionalização do Aeroporto Marechal Rondon e a revalidação de diplomas de estudantes de Medicina brasileiros que estudam no país vizinho.

“A Bolívia está sempre disposta a estreitar laços com Mato Grosso, há uma antiga relação de amizade e, além disso, o Estado é uma potência em agronegócio e temos que desenvolver negócios. Há muitos desafios para superarmos, mas acreditamos que os resultados serão positivos”, disse.

Participaram da reunião os deputados estaduais Eduardo Botelho, presidente da Assembleia Legislativa, e Faissal Jorge. O presidente da MT Gás, Rafael Reis, o presidente da Famato, Normando Corral, o diretor da Fiemt, Rafael Masson, o presidente da Associação Pró-Hidrovia, Reck Junior e demais representantes da comitiva boliviana.

Comentários Facebook
Leia mais:  Governo do Estado avança na prorrogação do contrato de gás natural da Bolívia
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana