conecte-se conosco


Mato Grosso

Mato Grosso aplicou R$ 146 milhões em multas por crimes ambientais nos últimos 30 dias

Publicado

Mato Grosso aplicou, ao longo dos últimos 30 dias, R$ 146 milhões em multas por crimes contra a flora no estado. Os dados foram divulgados nessa quinta-feira (12) pela secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti.

A gestora enfatizou que, dentre os estados da Amazônia Legal, Mato Grosso tem a melhor resposta aos eventos sendo um dos primeiros a ativar o Comitê Temporário Integrado Multiagências de Coordenação Operacional do Estado de Mato Grosso (Ciman-MT).

Instituído pelo Decreto nº 174/2019, o Ciman congrega as diversas agências que atuam na temporada de resposta a incêndios florestais, como, por exemplo, o Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso, o Prevfogo/Ibama e o ICMBio, com o objetivo de fortalecer as ações de monitorização, prevenção, preparação e resposta rápida às queimadas e aos incêndios florestais, de forma integrada com os diversos níveis de Governo.

Além das atividades de preparação e prevenção desenvolvida, a gestora apresentou os resultados da “Ação Integrada de Contenção de Desmatamentos e Queimadas no Bioma Amazônico” que,

Formada pelas Secretarias de Meio Ambiente (Sema) e de Segurança Pública (Sesp), Indea e Ibama, a força-tarefa deverá autuar e embargar mais de 30 mil hectares por danos ao meio ambiente, com a lavratura de 103 autos.

Durante o período, também foi feita a apreensão de 15 tratores e 13 motosserras e outros bens utilizados para cometer os crimes ambientais.

Mauren explicou aos deputados que desde que Mato Grosso passou a ser beneficiário da “Plataforma de Monitoramento com Imagens Satélite Planet” as ações de fiscalização estão mais eficientes, uma vez que os alertas de desmatamento gerados a partir de um hectare, permitem que as equipes cheguem ao local exato onde está ocorrendo a infração.

A contratação foi feita pelo Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio) com recursos do Programa REM.

Convidada a prestar esclarecimentos, a secretária também explicou que Mato Grosso decretou situação de emergência para evitar que a situação se agrave, visto que não há previsão de chuvas significativas para os próximos 30 dias.

Desmatamento

A secretária também enfatizou que os esforços empregados desde o início da atual gestão, culminaram na redução do desmatamento em 17% comparando dados entre os meses de agosto de 2017 a 2018 e dos mesmos meses de 2018 a 2019, segundo o Imazon.

Apesar de ter ocorrido um aumento de 17% no desmatamento no período de julho de 2019 quando comparado ao mesmo mês do ano anterior, o índice é expressivamente menor do que em outros estados.

De acordo com Mauren, apenas no primeiro semestre de 2019, a Sema já aplicou 561 autos de infração, o que corresponde a 74% de todos os autos lavrados em 2018.

Os autos aplicados nos seis primeiros meses desse ano, geraram R$ 286 milhões em multas. Somados às ações realizadas pela força tarefa em agosto e início de setembro, são mais de 87 mil hectares autuados, 756 autos de infração, podendo o total de multas aplicadas alcançar R$ 430 milhões.

FONTE: G1

Comentários Facebook
Leia mais:  Empresas têm até dia 20 para aderir aos incentivos programáticos em MT
publicidade

Mato Grosso

Batalhão Ambiental e Sema apreendem 81 kg de pescado ilegal em Poxoréu

Publicado

por

Uma equipe do Batalhão Ambiental da Polícia Militar de Poxoréu (a 251 km de cuiabá) e agentes da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) apreenderam na noite desta quarta-feira (04.12) 81 quilos de pescado, das espécies cacharra, pintado e jaú, encontrados no porta-malas de um veículo perto de uma propriedade rural.

De acordo com o boletim de ocorrência, os agentes receberam denúncia de que cinco homens estariam pescando com tarafão, no Rio Poxoréu, localizado no Distrito de Aparecida do Leste. Além do equipamento ser proibido, o período é de piracema. Ainda de acordo com a denúncia, o grupo estaria em um VW Gol branco e uma motocicleta vermelha.

Militares e fiscais da Sema encontraram os suspeitos, dois na motocicleta e três no Gol, no caminho para checar a ocorrência. No entanto, os homens conseguiram fugir em direção a uma área de mata quando perceberam que seriam abordados pelos agentes.

A PM e a Sema seguem à procura dos cinco homens.

Os veículos foram encaminhados para a delegacia da cidade e o peixes doados a uma associação beneficente.

Leia mais:  Estruturação do Instituto PCI é discutida em reunião com representantes

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939 (a ligação não tem custo). Nesse número qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana