conecte-se conosco



Cidades

Mãe nega dar cartão ao filho para comprar droga e morre esfaqueada 5 vezes por ele em Cáceres

Publicado

Foto: Cáceres Notícias

Jomarlei Garcia da Silva, de 28 anos, chegou em casa, na noite desta segunda (13), em Cáceres (a 225 km de Cuiabá), e pediu o cartão à mãe para comprar cocaína. Como Marina Garcia Oliveira, 66, se negou a dar, ele a esfaqueou. Foram 5 facadas. Depois disso, saiu caminhando de casa, mas acabou preso em flagrante pela equipe de Moto Patrulhamento da Polícia Militar.

Conforme o boletim de ocorrência, a equipe motociclística da PM foi acionada via Ciosp por um popular que relatava o homicídio. A testemunha detalhou que o crime ocorreu na rua Jacarandá, bairro Jardim Guanabara. Segundo ele, o filho matou a mãe por ela se negar a colaborar com ele na compra de droga.

Anúncios

Após o crime, de short  jeans e uma camiseta preta, Jomarlei saiu de casa em direção à avenida dos Estados.

Já sabendo da ocorrência e das características do suspeito, a equipe motociclística foi imediatamente até à referida avenida e conseguiu detê-lo, já próximo de um mercado. Viaturas foram acionadas para que fosse levado à delegacia.

Outros policiais seguiram para a residência e solicitaram apoio do Corpo de Bombeiros, que encontrou a vítima caída ao solo já morta. A faca utilizada no crime foi jogada aos fundos da residência, resgatada e anexada à ocorrência. Após a constatação do óbito, a Polícia Civil e a Politec assumiram a ocorrência. O corpo foi encaminhado ao IML. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Bárbara Sá | RD NEWS

Comentários Facebook
Leia mais:  Governo começa a pagar auxílio emergencial de R$ 600 na quinta-feira
publicidade

Cidades

Publicada MP que isenta consumidor de baixa renda de pagar conta de luz

Publicado

A população mais carente, com consumo mensal de energia elétrica inferior ou igual a 220 quilowatts-hora (kWh), está isenta de pagar a conta de luz, no período de 1º de abril a 30 de junho deste ano. É o que determina a Medida Provisória (MP) nº 950, de 8 de abril de 2020, publicada em edição extra do Diário Oficial da União, dessa quarta-feira (8).

Para isso, fica a União autorizada a destinar recursos para a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), limitado a R$ 900 milhões, a fim de cobrir os descontos relativos à tarifa de fornecimento de energia elétrica dos consumidores incluídos na Tarifa Social.

Anúncios

Assim, o “governo soluciona as duas questões mais urgentes identificadas pelas equipes do Ministério de Minas e Energia e do Ministério da Economia: a perda da capacidade de pagamento dos consumidores de baixa renda, beneficiários da tarifa social, e a perda da capacidade financeira das distribuidoras de energia elétrica, com o aumento da inadimplência e a redução do consumo de energia”, informa o ministério.

A medida decorre das ações temporárias emergenciais destinadas ao setor elétrico para enfrentamento do estado de calamidade pública reconhecido pelo Decreto Legislativo nº 6, de 20 de março de 2020, e da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente da pandemia de coronavírus (covid-19).

A decisão do governo federal de isentar a tarifa de energia elétrica dos consumidores de baixa renda foi uma das medidas anunciadas pelo presidente Jair Bolsonaro, durante pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão, na noite de ontem.

Comentários Facebook
Leia mais:  Ex-funcionário é preso roubando gado em Vale do São Domingos-MT
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana