conecte-se conosco


Agronegócio

Genética selecionada se destaca na Etapa do Circuito Nelore de Qualidade em Araputanga (MT)

Publicado

A Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB) e a Associação dos Criadores de Nelore de Mato Grosso (ACNMT) anunciaram os vencedores da 9ª etapa do Circuito Nelore de Qualidade, realizada nos dias 16 e 17 de julho, na unidade da Friboi em Araputanga (MT).

“Ao todo, foram avaliados 938 animais, sendo 568 machos e 370 fêmeas de oito pecuaristas”, informa Gustavo Callejon, assessor técnico da ACNB, responsável pela avaliação.

“Entre os machos, 65,3% dos animais tinham até quatro dentes incisivos permanentes, ou seja, em torno de 2,5 anos de idade. Em relação ao peso, 99,8% dos machos apresentaram-se com mais de 18 arrobas e 45% apresentaram acabamento de gordura mediano e uniforme. Entre as fêmeas, 75,2% tinham até dois dentes incisivos permanentes (em torno de 2 anos de idade) e quase a totalidade (98,6%) apresentou peso acima de 14 arrobas. Como destaque, observamos que 86,8% das carcaças de fêmeas tinham acabamento mediano e uniforme de gordura”, pontua o médico veterinário.

Destaque para o Melhor Lote de Carcaças de Machos da etapa (Medalha de Ouro), de propriedade da Agropecuária Grendene, com 97% dos animais com nenhum dente incisivo permanente (menos de 2 anos de idade) e peso médio de 24 arrobas. Metade do lote tinha cobertura de gordura mediana e uniforme. Os animais do criatório, que também conquistou a Medalha de Bronze de Melhor Lote de Carcaças de Fêmeas, são filhos de reprodutores Nelore PO selecionados com o auxílio das ferramentas oferecidas pelo Programa de Melhoramento Genético da ABCZ (PMGZ) e pelo Programa Nelore Brasil da ANCP, comprovando o resultado do uso de genética selecionada na produção de carne de qualidade.

Entre os machos, a Medalha de Prata ficou com Carlos Sérgio Arantes e a de Bronze, com Edson Ribeiro de Mendonça Neto. Entre os melhores lotes de fêmeas, João Sanches Junqueira ficou com a Medalha de Ouro e Sabrina Sanches com a Prata.

“Além de volume, o Nelore produz carne de qualidade. Através de nossas iniciativas e parcerias, estamos trabalhando para disseminar esta qualidade no rebanho brasileiro”, destaca o presidente da ACNB, Nabih Amin El Aouar.

“Os resultados desta avaliação mostram o elevado nível de produtividade da raça e dos pecuaristas de Mato Grosso”, complementa o presidente da ACNMT, Breno Molina.

Os lotes Medalhas de Ouro receberão 500 quilos de suplementos minerais Matsuda Sementes e Nutrição Animal, a ser entregues em suas propriedades com o acompanhamento da equipe técnica da empresa.

Circuito Nelore de Qualidade

Realizado pela Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB), o Circuito Nelore de Qualidade fortalece e promove a genética e a carne dos animais da raça, contribuindo para elevar a produtividade da pecuária nacional. Trata-se de uma iniciativa que avalia resultados obtidos pelos produtores, cada qual em sua realidade e sistema de produção.

Promovida desde 1999, neste ano a iniciativa conta com o apoio da Matsuda e da Friboi. Com isso, o Circuito aumentou de tamanho e terá 26 etapas em 10 estados em 2019. Cerca de 20 mil animais devem ser avaliados até o final do ano, chegando a uma marca recorde desde o lançamento do Circuito.

Próximas etapas

De agosto a novembro, o Circuito Nelore de Qualidade terá 17 etapas: em Goiás (Mozarlândia e Goiânia), Mato Grosso (Barra dos Garças), Espírito Santo (Colatina), São Paulo (Lins e Andradina), Pará (Marabá), Minas Gerais (Ituiutaba, Iturama e Nanuque), Rondônia (Vilhena e Pimenta Bueno), Mato Grosso do Sul (Nova Andradina, Naviraí, Ponta Porã e Campo Grande) e Bahia (Itapetinga). Mais informações: www.nelore.org.br/circuitonelore.

assessoria.

 

Comentários Facebook
publicidade

Agronegócio

MT lidera produção de grãos no país com 67 milhões de toneladas, estima Conab

Publicado

Mato Grosso lidera a produção de grãos no país com 67,392 milhões de toneladas, segundo estimativa do Acompanhamento da Safra Brasileira de Grãos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado nesta semana.

Com produção de 37 milhões de toneladas, o estado do Paraná aparece em segundo lugar na estimativa.

A produção em Mato Grosso equivale quase 28% da safra nacional de grãos, estimada em 241,3 milhões de toneladas. Na região Centro-Oeste, o número sobe para 61,15% do total previsto.

A soja, principal produto, é responsável por 32,4 milhões de toneladas, ou 28,2% da soja brasileira. Com relação ao milho, o estado deve colher 31,4 milhões de toneladas.

Já o algodão, a produção deve ser de 4,4 milhões de toneladas (em caroço) e 1,7 milhão (em pluma).

FONTE: G1 MT

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana