conecte-se conosco



Polícia

Gefron apreende 500 kg de drogas avaliadas em mais de R$ 10 milhões

Publicado

O entorpecente estava separado em tabletes e era transportado em carga de caroço de algodão

Luariany Bispo | Sesp-MT

Uma ação conjunta entre os policiais do Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron), Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (Ficco), de Minais Gerais, e Polícia Federal (PF), resultou na apreensão de 513,66 kg de substância análoga a cocaína, na BR-360, em Rondonópolis (215 km ao Sul de Cuiabá).

Durante a ocorrência, na madrugada desta quarta-feira (11.11), um suspeito que conduzia um caminhão Mercedes-Benz Astros, cor cinza, foi preso por tráfico de drogas. O entorpecente, avaliado em R$ 10 milhões, estava separado por tabletes, no meio de uma carga de caroço de algodão, e foi localizado pelo cão farejador da PF de Rondonópolis.

De acordo com o boletim de ocorrência, a carga teria sido carregada na cidade de Campo Novo do Parecis, com destino ao estado de São Paulo.

Diante dos fatos, o suspeito, o veículo e os materiais apreendidos foram encaminhados para a Polícia Federal de Rondonópolis, para as providências que o caso requer. O prejuízo total ao crime foi estimado em R$ 12.650.000,00, somando a droga, o caminhão e a carga transportada.

(Sob supervisão da jornalista Nara Assis)

Comentários Facebook
publicidade

Fronteira

Polícia Civil investiga se aeronave boliviana em Vila Bela que caiu transportava pasta base

Publicado

Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Vila Bela da Santíssima Trindade (521 km a oeste de Cuiabá) investiga o acidente aéreo que resultou na queda de uma aeronave, ocorrido na segunda-feira (16.11), na zona rural do município. O avião de bandeira boliviana pegou fogo, resultando na morte do piloto que teve o corpo carbonizado. Há suspeita é que a aeronave realizava o transporte de pasta base de cocaína.

A equipe da Polícia Civil da Delegacia de Vila Bela da Santíssima Trindade foi acionada por um morador da região, sobre a queda da aeronave, que bateu em um poste da rede elétrica e caiu em uma via da zona rural. A comunidade onde ocorreu a queda é distante da zona urbana da cidade, cerca de 130 quilômetros, nas imediações do Rio Guaporé.

Ao chegar ao local, os policiais constataram que o avião pegou fogo, encontrando o cadáver junto aos destroços e a fiação elétrica caída em cima da aeronave. A equipe da Perícia Oficial e Identificação Técnica de Pontes e Lacerda foi acionada e recolheu o corpo que ainda não foi identificado.

O corpo estava carbonizado e não foi localizado nenhum documento do piloto no local. O delegado de Vila Bela da Santissíma Trindade, João Paulo Berté, acredita que há possibilidade de que a aeronave estivesse realizando o transporte de pasta base, uma vez que o produto é inflamável com grande facilidade de combustão.

“Recolhemos o material para perícia e será encaminhado para análise se realmente o avião era utilizado para o transporte de droga. Além do forte odor e pelo conhecimento dos policiais, existem outros indícios, como o fato de o avião ser de bandeira boliviana, voar baixo, e com apenas o piloto, são modus operandi muito utilizado pelos traficantes da região”, disse o delegado.

As investigações estão em andamento e a Polícia Civil aguarda os resultados das perícias, para identificação do número de matrícula e modelo do avião, assim como da vítima que teve o corpo carbonizado no acidente.

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana