conecte-se conosco


Política

Em reunião com o Governo, BRF anuncia investimentos de R$ 59 milhões em MT

Publicado

O estado de Mato Grosso tem conseguido mostrar aos empresários que está em plena recuperação econômica e é seguro para investimentos. Prova disto foi o anúncio feito nesta quinta-feira (22.08) pela BRF de um aporte de R$ 59 milhões nas plantas de Lucas do Rio Verde e Nova Mutum (330km e 240km de Cuiabá, respectivamente) até 2020.

O governador Mauro Mendes destacou que a reinstituição dos incentivos fiscais, aprovada em julho, trouxe segurança jurídica para investimentos no Estado.

“Tanto a BRF como outras empresas poderão fazer um planejamento de abertura e expansão com segurança. Estamos recebendo visitas de empreendedores, o que mostra que Mato Grosso está cada dia mais viável para atividades em todos os campos. O Governo faz um esforço que já é percebido para se reequilibrar e ser um bom parceiro para promover o desenvolvimento”, frisou.

O CEO da BRF, Lorival Luz, salientou que Mato Grosso é estratégico para as operações da empresa, sendo um dos principais centros produtores. “Os investimentos que prevemos para os próximos dois anos mostram isso. Caso o cenário de maior demanda externa por proteínas se confirme, estamos prontos para aumentar em 30% a nossa produção de frango e 20% de suínos em Lucas do Rio Verde, elevando de forma significativa a nossa presença no Estado”, explicou.

Em Mato Grosso, a companhia tem mais de 8 mil colaboradores diretos e cerca de 300 integrados. O diretor afirmou que há estimativa de criação de cerca de mil novos postos de trabalho nas plantas do estado caso haja a abertura de novos mercados para as exportações.

“Estes postos estão dentro da indústria e também na integração. Temos mão de obra intensiva e a cadeia para que tudo funcione é grande”, explicou.

Entre os projetos que estão previstos pela BRF há a geração de energia a partir de biomassa, o início da digitalização das linhas de produção e modernização da linha de suínos para a produção dos novos cortes com maior valor agregado, já lançados pela companhia recentemente.

Entre 2014 e 2018 a BRF investiu mais de R$ 440 milhões nas unidades de Mato Grosso. A adaptação das granjas em Lucas do Rio Verde, em parceria com os produtores integrados, recebeu o selo internacional Certified Humane, que reconhece a aplicação de boas práticas de bem-estar animal pelo terceiro ano consecutivo nesse ano.

No total, as fábricas de Mato Grosso possuem capacidade de produção de instalação de mais de 690 mil toneladas/ano e, além do mercado interno, atendem regiões como Oriente Médio e Ásia.

Estiveram presentes na reunião o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, o secretário da Casa Civil, Mauro Carvalho, o diretor Geral de Operações da BRF, Evandro Hister, a diretora Global de Relações Institucionais, Grazielle Parenti, e a gerente executiva de Relações Institucionais da BRF, Ana Carregaro.

FONTE: Governo do Estado de MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Representantes de diversos segmentos são homenageados em sessão solene
publicidade

Política

Derrubada de veto à emenda de Dr. Eugênio vai beneficiar os municípios de Mato Grosso

Publicado

por

Foto: Marcos Lopes

O deputado Dr. Eugênio (PSB) defendeu, durante sessão plenária dessa quarta-feira (4), o veto à  Emenda n° 29 apresentada a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO)  de 2020 de sua autoria que faz referência ao prazo das emendas parlamentares destinadas aos municípios. Foram 20 votos favoráveis e 1 contra a proposta, “A alteração foi feita de acordo com a necessidade de um maior tempo, principalmente das prefeituras, que em diversos casos anteriores acabaram perdendo a emenda parlamentar por apenas  por não cumprir o prazo”, explicou o parlamentar em sua defesa.

De acordo com a justifica do deputado, o prazo no texto original para correções e revisões das pendências apontadas pelos analistas das secretarias finalísticas, acaba sendo muito curto, sendo desfavorável para toda a sociedade e causando em alguns momentos prejuízos com a perda do beneficio.

Ainda conforme a justificativa da matéria, as prefeituras terão o prazo de trinta dias úteis para as devidas adequações técnicas. Ao persistirem os impedimentos, terá novo prazo de trinta dias úteis para os devidos ajustes. O prazo total não poderá exceder sessenta dias úteis.

Leia mais:  Parceria com Assembleia Legislativa efetiva Rádio TRT FM

“Devido a grande demanda dos envolvidos, tanto as prefeituras, secretarias e a AMM (Associação dos Municípios de Mato Grosso), em muitos casos, não conseguem adequar os projetos em tempo hábil. Fato este que poderá ser corrigido com a ampliação deste prazo”, encerrou Dr. Eugênio.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana