conecte-se conosco



Mato Grosso

Consumo consciente de água é indispensável durante período de isolamento social

Publicado

As medidas de prevenção contra o coronavírus já fazem parte da realidade de inúmeras cidades brasileiras. Como forma principal de evitar a propagação do vírus, a população brasileira, em sua maioria, foi convocada a permanecer em casa, evitando assim aglomerações e situações de contaminação. No entanto, neste período de atenção, é necessário também fazer uso responsável dos recursos hídricos e adotar hábitos para evitar o desperdício.

Consumo consciente e economia financeira

Respeitando todas as medidas preventivas, a Águas Pontes e Lacerda mobilizou seus colaboradores de forma segura para que as atividades de abastecimento e fornecimento de água do município continuem regularmente. A orientação da concessionária, porém, é que os clientes não abusem do recurso enquanto estão em casa e fiquem atentos ao seu consumo diário.

“Nosso efetivo operacional está comprometido integralmente com o serviço essencial que prestamos. Por isso, é tão importante que todos adotem ações de consumo consciente da água”, explica André Silva, diretor geral da Águas Pontes e Lacerda.

A diminuição do tempo de banho é uma importante ação contra o desperdício. Um banho de 15 minutos, por exemplo, consome cerca de 80 litros de água. A recomendação é que o tempo seja reduzido para três minutos, o que representa uma economia de 60 litros. Escovar os dentes com a torneira fechada também é indispensável.

Já na cozinha, o consumo consciente passa por pequenas alterações de hábito na hora de lavar louça. Ao realizar essa tarefa é importante fechar a torneira nos intervalos entre o enxague e o momento de ensaboar.

A adoção destas e outras pequenas ações contra o desperdício de água também pode significar economia financeira. Com cuidado e atenção, é possível controlar o consumo diário de água na sua residência para melhor administrar as finanças do mês.

Confira outras dicas úteis para contribuir com a preservação da água durante o isolamento social:

No banheiro

ü  Não jogue papel higiênico, absorventes, cigarros ou outro tipo de lixo no vaso. O acionamento da descarga consome em média de 6 a 10 litros de água;

ü  Mantenha a torneira fechada enquanto estiver escovando os dentes; fazendo isso você economizará cerca de 12 litros em casa ou cerca de 80 litros de água em apartamento;

Na cozinha

ü  Antes de lavar a louça, tire o excesso de sujeira de pratos e panelas com uma toalha de papel ou deixe as panelas mais sujas de molho por um tempo com água e sabão;

ü  Feche a torneira enquanto ensaboa a louça e enxague tudo de uma vez, assim, você economiza até 20 litros de água;

ü  Deixe frutas e verduras em água com um pouco de vinagre por alguns minutos antes de lavar – a economia chega a 10 litros;

ü  Utilize sabão ou detergente biodegradável, que, por se decompor mais facilmente, não polui os rios;

ü  Feche bem a torneira. Torneiras que pingam podem desperdiçar entre 30 e 200 litros de água por dia.

Na lavanderia

ü  Junte bastante roupa suja antes de ligar a máquina ou usar o tanque. Não lave uma peça por vez. Caso use lavadora de roupa, procure utilizá-la cheia e ligá-la no máximo duas vezes por semana;

ü  Se as roupas são lavadas no tanque, deixe de molho e use a mesma água para esfregar e ensaboar. Use água nova apenas no enxague. E você ainda pode aproveitar essa última água para lavar o quintal, a garagem, a calçada ou a própria área de serviço;

ü  Fique atento! No tanque, com a torneira aberta por 15 minutos, o gasto pode chegar a 280 litros. Já a lavadora de roupa com capacidade para cinco quilos consome 135 litros;

Cuidado com os vazamentos

  • Uma torneira gotejando pode chegar a desperdiçar 46 litros de água por dia, e 1.380 litros por mês;
  • Um filete de mais ou menos dois milímetros desperdiça 4.140 litros de água por mês;
  • Um filete de quatro milímetros desperdiça 13.260 litros de água por mês;
  • Um furo de dois milímetros no encanamento, para uma pressão de 15m de coluna de água, desperdiça, aproximadamente, 3.200 litros por dia.

    Fonte: Íntegra Comunicação Estratégica – 3642 1775

Comentários Facebook
Leia mais:  NOTA DE ESCLARECIMENTO: Detran-MT não tem caso confirmado de servidor com coronavírus
publicidade

Mato Grosso

Governador anuncia nova prorrogação do prazo para pagamento do IPVA

Publicado

O imposto que deveria ser pago em junho, julho e agosto, poderá ser pago em outubro, novembro e dezembro; decreto com detalhes será publicado no Diário Oficial

Lorena Bruschi | Secom-MT

O Governo de Mato Grosso irá adiar novamente o prazo para pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), relativo ao exercício de 2020. O governador Mauro Mendes anunciou nesta terça-feira (02.06) a prorrogação com o objetivo de amenizar os efeitos financeiros que da covid-19 para os contribuintes mato-grossenses. 

O IPVA que deveria ser pago nos meses de junho, julho e agosto, terá o prazo postergado para os três últimos meses do ano, outubro, novembro e dezembro de 2020. Conforme o governador, o Estado está combatendo a pandemia e criando condições para que a economia local volte a funcionar. O decreto com detalhes deverá ser publicado em edição extra do Diário Oficial desta terça-feira (02.06).

“A Assembleia fez uma reivindicação ao Governo do Estado. Analisamos os números dos últimos dias e estamos anunciando hoje, formalmente, que nós estaremos prorrogando para outubro, novembro e dezembro o pagamento do IPVA de todos que ainda tem esse débito com o Estado de Mato Grosso”, afirma o governador Mauro Mendes.

Ele ressalta a parceria com a Assembleia Legislativa, e a rede criada com os prefeitos, que possibilitaram diversas ações que tem tem salvado vidas, e mantido ainda um baixo índice de contaminação mostrado pelos números de casos em Mato Grosso.

“É uma forma do governo minimizar, e ajudar muita gente que talvez esteja em dificuldade por conta das consequências econômicas na vida. É uma forma de aliviar o caixa das empresas, dos cidadãos. Há aqueles que já pagaram porque tinham condições, mas aqueles que não pagaram porque tinham dificuldade vão ter mais este fôlego com mais essa medida que o governo está fazendo para ajudar na pandemia”, avalia.

Com a nova medida, os veículos com placa final 4 e 5 que teriam que pagar no mês de maio, poderão pagar no mês de outubro; placa final 6 e 7 que pagariam em junho, passam a ter o prazo até novembro; já as placas 8, 9 e 0 do mês de julho, passam a ter o prazo estendido até dezembro de 2020.

 

Leia mais:  NOTA DE ESCLARECIMENTO: Detran-MT não tem caso confirmado de servidor com coronavírus

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana