conecte-se conosco



Cidades

CONFLITO DE TERRAS: Polícias Civil e Militar prende autores de homicídio consumado e tentado em Comodoro

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Dois homens apontados como autores de um homicídio consumado e um tentado, ocorrido na zona rural de Comodoro foram presos na sexta-feira (10.01), em ação da Polícia Judiciária Civil com apoio da Polícia Militar. O crime ocorreu em uma área de conflito de terras nas margens do Rio Guaporé a 110 quilômetros da cidade.

Assim que as equipes da Polícia Civil e Militar receberam a notícia do crime, se deslocaram até o local dos fatos, onde foi constatado o homicídio consumado da vítima, Osmar da Silva, por disparo de arma de fogo e o homicídio tentado contra o seu funcionário, que foi atingido no braço, porém foi socorrido.

Durante as diligências para apurar o caso, os policiais receberam informações dos possíveis autores do crime. Com base nos levantamentos, os policiais foram até a propriedade rural dos suspeitos, sendo durante a abordagem, encontrado em poder deles a arma de fogo utilizada no crime, um revólver calibre 38 com seis munições intactas.

Questionado, um dos suspeitos assumiu ser o autor dos disparos que tiraram a vida da vítima. O outro investigado confessou ter atirado contra a vítima tentada e disse que posteriormente jogou a arma de fogo no rio.

Diante das evidências, os suspeitos foram conduzidos a Delegacia de Comodoro, onde após serem interrogados foram autuados em flagrante por homicídio doloso qualificado consumado e tentado.

 

Leia mais:  Apoena firma parceria para produção de máscaras; Projeto Menina Feliz irá confeccionar seis mil máscaras para a mineradora

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Publicada MP que isenta consumidor de baixa renda de pagar conta de luz

Publicado

A população mais carente, com consumo mensal de energia elétrica inferior ou igual a 220 quilowatts-hora (kWh), está isenta de pagar a conta de luz, no período de 1º de abril a 30 de junho deste ano. É o que determina a Medida Provisória (MP) nº 950, de 8 de abril de 2020, publicada em edição extra do Diário Oficial da União, dessa quarta-feira (8).

Para isso, fica a União autorizada a destinar recursos para a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), limitado a R$ 900 milhões, a fim de cobrir os descontos relativos à tarifa de fornecimento de energia elétrica dos consumidores incluídos na Tarifa Social.

Anúncios

Assim, o “governo soluciona as duas questões mais urgentes identificadas pelas equipes do Ministério de Minas e Energia e do Ministério da Economia: a perda da capacidade de pagamento dos consumidores de baixa renda, beneficiários da tarifa social, e a perda da capacidade financeira das distribuidoras de energia elétrica, com o aumento da inadimplência e a redução do consumo de energia”, informa o ministério.

A medida decorre das ações temporárias emergenciais destinadas ao setor elétrico para enfrentamento do estado de calamidade pública reconhecido pelo Decreto Legislativo nº 6, de 20 de março de 2020, e da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente da pandemia de coronavírus (covid-19).

A decisão do governo federal de isentar a tarifa de energia elétrica dos consumidores de baixa renda foi uma das medidas anunciadas pelo presidente Jair Bolsonaro, durante pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão, na noite de ontem.

Comentários Facebook
Leia mais:  Governo começa a pagar auxílio emergencial de R$ 600 na quinta-feira
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana