conecte-se conosco



Geral

Cataratas do Iguaçu celebra 8º ano como uma das Maravilhas da Natureza

Publicado

O Parque Nacional do Iguaçu realiza neste domingo (10) o Cataratas Day, evento comemorativo dos oito da eleição das Cataratas de Iguaçu como uma das 7 Maravilhas da Natureza. Para celebrar a data, o Parque convida visitantes e turistas a publicarem selfies nas redes sociais com hashtag #cataratasday2019.

Segundo o secretário de Turismo de Foz do Iguaçu (PR), Gilmar Piolla, a ação é uma ferramenta muito importante de divulgação do destino turístico.

Para o casal Milena e Luís Henrique Ferroni, que visitaram as Cataratas do Iguaçu pela primeira vez na última quinta-feira (7), a motivação em participar vem da beleza do lugar. “Eu já postei algumas fotos, mas com aquela paisagem incrível tem muitos outros ângulos para mostrar. É um lugar que você não cansa de olhar e se surpreender”, diz a jornalista.

A escolha como destino para as férias do casal foi motivada por fotos de outras pessoas conhecidas. “A minha irmã veio em junho e fez uma foto em que aparecia as cataratas com um arco-íris. A gente não teve a mesma sorte, mas é só uma motivação para voltar outras vezes em épocas diferentes do ano”, diz Milena.

As 275 quedas de água com diferentes alturas, que chegam a ultrapassar 80 metros, chamam tanto a atenção de turistas que coloca o Parque Nacional do Iguaçu como o segundo mais visitado do Brasil . Em 2018, o local recebeu quase 2 milhões de visitantes, no lado brasileiro, e 1,5 milhão, no lado argentino.

O reflexo das belas imagens registradas na memória dos visitantes e nas fotografias amplamente divulgadas pelo mundo levaram à escolha das Cataratas de Iguaçu como uma das 7 Maravilhas da Natureza, em uma votação global que durou quatro anos (2007 a 2011) e recebeu mais de 500 milhões de votos.

Amazônia

Além das Cataratas, a Amazônia, com parte de seu território no Brasil, também está entre os sete lugares em que a natureza caprichou na paisagem. Completam a lista a Baía Halong, no Vietnã; a Ilha Jeju, na Coreia do Sul; a Ilha Komodo, na Indonésia; o Rio Subterrâneo de Porto Princesa, nas Filipinas; e a Montanha da Mesa, na África do Sul.

Cataratas Day

No Brasil, o Cataratas Day começou a ser celebrado em 2014 e nesta 5ª edição, além da ação de comunicação, o Parque disponibilizará 60 ônibus e a entrada gratuita para moradores de Foz do Iguaçu e municípios da região. Haverá ainda um passeio ciclístico que sairá do estacionamento do Centro de Recepção do Visitante, às 7h.

“Ano passado recebemos quase 10 mil visitantes no dia, sem contar as postagens de fotos e vídeos dessa experiência em todos os cantos do mundo. Este ano esperamos receber 15 mil pessoas”, conclui Gilmar Piolla.

Edição: Nélio de Andrade
Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
publicidade

Geral

Nuvem de gafanhotos: governo declara emergência fitossanitária

Publicado

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento declarou estado de emergência fitossanitária no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina devido ao risco de surto da praga Schistocerca cancellata nas áreas produtoras dos dois estados. A portaria com a medida está publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (25).

O estado de emergência tem por objetivo permitir a implementação de plano de supressão da praga e adoção de medidas emergenciais. De acordo com o ministério, a emergência fitossanitária é por um prazo de 1 ano.

A nuvem de gafanhotos está a cerca de 250 quilômetros da fronteira do Rio Grande do Sul com a Argentina. A preocupação das autoridades do setor agropecuário e de produtores rurais é o dano que os insetos possam causar às lavouras e pastagens, se houver infestação.

A dieta do inseto varia, conforme a espécie, entre folhas, cereais, capins e outras gramíneas. Segundo informações repassadas à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do Rio Grande do Sul, a nuvem é originária do Paraguai, das províncias de Formosa e Chaco, onde há culturas de cana-de-açúcar, mandioca e milho.

Em nota, o minstério informou que está acompanhando o fenômeno em tempo real e que “emitiu alerta para as superintendências federais de Agricultura e aos órgãos estaduais de Defesa Agropecuária para que sejam tomadas medidas cabíveis de monitoramento e orientação aos agricultores da região.

De acordo com a pasta, especialistas argentinos estimam que os insetos sigam em direção ao Uruguai. A ocorrência e o deslocamento da nuvem de gafanhotos são influenciados pela temperatura e circulação dos ventos.

O fenômeno é mais comum com temperatura elevada. Segundo o setor de Meteorologia da secretaria gaúcha, há expectativa de aproximação de uma frente fria pelo sul do estado, que deve intensificar os ventos de norte e noroeste, “potencializando o deslocamento do massivo para a Fronteira Oeste, Missões e Médio e Alto Vale do Rio Uruguai”.

A nota diz ainda que o gafanhoto está presente no Brasil desde o século 19 e que causou grandes perdas às lavouras de arroz na Região Sul no período de 1930 a 1940. “No entanto, desde então, tem permanecido na sua fase ‘isolada’, que não causa danos às lavouras.”

O ministério informa que especialistas estão avaliando “os fatores que levaram ao ressurgimento desta praga em sua fase mais agressiva” e que o fenômeno pode estar relacionado a uma conjunção de fatores climáticos.

A Secretaria de Agricultura do Rio Grande do Sul orienta os produtores rurais gaúchos a informar a Inspetoria de Defesa Agropecuária da sua localidade se identificar a presença de tais insetos em grande quantidade.

Logo da Agência Brasil

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana