conecte-se conosco


Educação

Candidatos do Enem são recebidos com abraço na região central de SP

Publicado

Um abraço, essa era a recepção oferecida aos candidatos do Enem que chegavam pelo metrô São Joaquim, na região central paulistana, para o segundo dia de provas. A estação dá acesso à Avenida Vergueiro, que concentra diversas faculdades particulares usadas como locais para aplicação do exame.

Em uma das saídas do metrô, duas jovens seguravam um cartaz propondo o momento de carinho para aqueles que chegam ansiosos para a prova. “A gente já passou pelo vestibular e queremos dar apoio porque sabemos o quão tenso é”, explica Lídia Yoshihara, estudante de terapia ocupacional. Com 19 anos, ela conta que a proposta dos abraços é uma iniciativa do movimento que faz parte, a Aliança Bíblica Universitária.

O nervosismo é mesmo o grande obstáculo dos candidatos, na opinião de Valentina Rosito, que com 17 anos já prestou quatro vezes o exame. “Dois só para treinar”, faz questão de frisar a jovem que pretende cursar Medicina. “Eu estou mais preparada porque estou mais calma do que nos últimos anos. O nervosismo atrapalha muito”, diz a jovem que admitiu não ter tido muito tempo para estudar ao longo do último ano. “Eu trabalho seis horas por dia e não tinha dinheiro para fazer cursinho”, contou a respeito das dificuldades que vem enfrentando.

Leia mais:  Bom desempenho no Enade pode ajudar a conseguir emprego, diz Inep

Com 26 anos, Alexandre Souza quer entrar de novo na faculdade. Ele chegou a passar no curso de Ciência e Tecnologia e estudar em Porto Alegre (RS), mas teve que voltar a São Paulo e abandonar as aulas. “Tá muito alta, não”, disse, tranquilo, sobre as expectativas para o segundo dia de provas. No primeiro dia, ele acredita que teve melhor desempenho escrevendo. “Na redação fui melhor” enfatizou.

Edição: Nélio de Andrade

Comentários Facebook
publicidade

Educação

Capes vai liberar R$ 1,3 milhão para pesquisas sobre manchas de óleo

Publicado

por

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior  (Capes) lança hoje (22) um edital que vai destinar R$ 1,36 milhão para seleção de projetos que vão fazer pesquisas sobre o óleo encontrado nas praias brasileiras. O objetivo “é contribuir para a contenção, o processamento do resíduo encontrado e a redução de danos ao meio ambiente”.

Por ser uma ação emergencial, as propostas de estudo devem ser encaminhadas do dia 25 de novembro, até as 17h horas (horário de Brasília), até 4 de dezembro pela plataforma online da Capes. O resultado final será divulgado a partir de 18 de dezembro. O edital está disponível no link https://inscricao.capes.gov.br/individual 

Podem apresentar projetos professores vinculados a programas de pós-graduação stricto sensu recomendados pela coordenação. Cada proposta aprovada terá o valor de financiamento de até R$ 100 mil, liberados em uma única parcela, e uma cota de bolsa de mestrado. O projeto deverá ser desenvolvido ao longo de dois anos, podendo ser prorrogado por mais 12 meses.

Leia mais:  Mais de 21 mil alunos vão disputar prêmio da Capes

As áreas de pesquisa prioritária são avaliação dos impactos ambientais e socioeconômicos, bioremediadores, dispersão do óleo, processamento de resíduos e tecnologia aplicada à contenção do óleo. 

“O programa Capes-Entre Mares atende demanda apresentada pelo Grupo de Acompanhamento e Avaliação criado no âmbito do Plano Nacional de Contingência para a gestão de ações de resposta após a ocorrência do desastre”, disse a Capes.

O grupo  é formado pela Marinha do Brasil, Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais e Renováveis (Ibama).

*Com informações da Capes

Edição: Kleber Sampaio

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana