conecte-se conosco


Polícia

Ação da Polícia Civil e Procon-MT apreende 480 pares de tênis de marcas falsificadas

Publicado

Quase quinhentos pares de tênis falsificados foram apreendidos pela Polícia Judiciária Civil, por meio da Delegacia Especializada do Consumidor (Decon), na manhã desta quinta-feira (05.09), durante diligência deflagrada com apoio do Procon Estadual de Mato Grosso.

O trabalho integrado foi realizado para cumprimento de uma ordem de serviço, expedida pela Decon, visando averiguar um comércio que vinha ofertando tênis e calçados supostamente “contrafeitos”, expostos à venda ao consumidor.

O endereço alvo da ação Foi um estabelecimento situado na Avenida Senador Filinto Müller, região central de Várzea Grande.

Durante fiscalização no local, foram apreendidos tênis de diferentes marcas, sendo: 324 pares de Nike; 76 pares de Adidas; 47 pares de New Balance; 26 pares de Asics e 7 pares de Mizuno, totalizando 480 calçados esportivos, todos suspeitos de serem produtos falsificados. 

No momento da chegada das equipes na loja, o proprietário não estava. Entretanto, uma funcionária foi conduzida para esclarecimentos, junto com a mercadoria que foi apreendida e será periciada.

Ainda na ocasião, o agente do Procon Estadual lavrou o auto de constatação, referente à ausência da documentação que comprovasse o funcionamento regular do estabelecimento e dos objetos apreendidos.

Conforme o delegado da Decon, Antonio Carlos de Araujo, um inquérito foi instaurado para continuidade das diligências e providências que o caso requer, bem como para apuração dos fatos e responsabilização criminal do proprietário do local. 

O responsável pela loja poderá ser indiciado pelos delitos de: fraude no comércio (crime contra o patrimônio); concorrência desleal, vendendo, expondo ou oferecendo à venda, em recipiente ou invólucro de outrem, produto adulterado ou falsificado (crime contra a propriedade industrial); relações de consumo (crime contra a ordem econômica e relação de consumo).

FONTE: PJC

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil prende rapaz suspeito de homicídio de pedreiro em Jaciara
publicidade

Polícia

Suspeito com várias passagens é preso com R$ 2,3 mil furtado de interior de veículo

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

Um dos autores de um furto qualificado ocorrido em Várzea Grande foi preso, na manhã desta quarta-feira (04.12), horas depois do crime, em ação da Polícia Judiciária Civil, realizada por meio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) do município.

Com várias passagens pela polícia e monitorado por tornozeleira eletrônica, Douglas Junior Santos, 27, foi autuado em flagrante pelos crimes de associação criminosa e furto qualificado mediante concurso de pessoas e fraude.

As diligências iniciaram na tarde de terça-feira (03), após o furto cometido no interior de um veículo Hilux., ocasião em que vítima deixou a caminhonete no estacionamento de uma empresa na Avenida da Feb,

Ao retornar ao veículo, a vítima constatou que a Hilux estava com as portas destravadas e o interior do veículo todo revirado, sendo subtraído a quantia em dinheiro de R$ 6,2 mil, uma bolsa com roupas, uma impressora digital avaliada em cerca de R$ 2,6 mil e um notebook da marca Sony avaliado em torno de R$ 2,6 mil.

Leia mais:  Polícia Civil autua falso arquiteto por exercício ilegal da profissão

Iniciadas as diligências, os policiais da Derf-VG tiveram acesso as imagens captadas por câmeras de segurança do local, sendo possível identificar o momento em que três indivíduos se aproximam em um carro modelo Gol de cor branca.

Utilizando um dispositivo com controle remoto para desbloquear a trava do veículo, os suspeitos abriram a caminhonete e furtaram os objetos. Em checagem no sistema, foi verificado que o veículo utilizado no crime pertencia ao suspeito, Douglas Junior Santos, que também aparece nas imagens praticando o furto.

De posse das informações, os investigadores da Derf-VG lograram êxito em localizar o suspeito, que no momento da abordagem, usava a mesmas roupas mostradas no vídeo. Com ele, foi apreendido aproximadamente R$ 2,3 mil, referente a parte do valor furtado do interior da Hilux, além de três dispositivos de controle remoto (equipamento usado para bloquear sinal de trava de veículos) conhecido como “Chapolin”.

Diante do flagrante, o suspeito foi encaminhado para Derf-Várzea Grande e durante interrogatório, confessou a autoria do furto mediante o uso do dispositivo bloqueador de trava. O preso alegou que trabalha como motorista de aplicativo e encontra-se em liberdade condicional mediante uso de tornozeleira eletrônica, porém havia rompido o dispositivo há algum tempo.

Leia mais:  Polícia Civil cumpre novo mandado de prisão contra suspeito de crime sexual e ameaça

Após a confecção dos autos, o autuado foi encaminhado para Cadeia Pública ficando à disposição da Justiça.

As investigações continuam com objetivo recuperar os produtos, identificar e prender os outros dois envolvidos no crime.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo
publicidade

Pontes e Lacerda

publicidade

Polícia

Cidades

Mais Lidas da Semana